Siga-nos!

estudos bíblicos

Deus atenderá a “todas” as nossas orações?

“E tudo o que pedirem em oração, se crerem, vocês receberão.” (Mateus 21.22)

Cris Beloni

em

Homem orando num bosque. (Naassom Azevedo / Unsplash)

“E tudo o que pedirem em oração, se crerem, vocês receberão.” (Mateus 21.22)

“E eu farei o que vocês pedirem em meu nome, para que o Pai seja glorificado no Filho.” (João 14.13)

“Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.” (Mateus 7.7-8)

Quer dizer que tudo o que a gente pedir a Deus vai realmente acontecer? Vamos analisar o texto e o contexto.

Jesus disse “tudo” então não há limites para a nossa oração. Ele disse “se crerem” vocês receberão. Quer dizer que devemos colocar a fé em ação.

Ele também disse “Eu farei o que vocês pedirem em meu nome”. Então basta pedir para receber? E buscar para encontrar?

A questão aqui é “o que” devemos pedir ou buscar.

Perceba que Jesus foi bem claro ao dizer: farei para que o Pai seja glorificado no Filho. Então, se a oração deve ser feita “em nome Dele” logo o objetivo não é exaltar o ser humano, mas exaltar a Deus.

Não devemos interpretar versículos isolados da Bíblia, porque isso só causa confusão. Veja o que está escrito no livro de Tiago:

“Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres.” (Tiago 4.3)

“Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes. Portanto, submetam-se a Deus.” (Tiago 4.6-7)

“Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Ao invés disso, deveriam dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo.” (Tiago 4.14-15)

Perceba que os nossos desejos nem sempre estão alinhados à vontade de Deus. Às vezes, enquanto estamos pedindo, estamos desconectados ou “desligados” do céu, isso porque vivemos uma intensa luta do espírito contra a carne.

“Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam.” (Gálatas 5.17)

Então, como devemos orar ou pedir algo a Deus? O modelo está em Jesus, que no momento mais difícil de sua vida aqui na terra orou assim:

“Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a tua.” (Lucas 22.42)

Contextualizando

Orar e ter fé não quer dizer que Deus vai realizar todos os nossos desejos. Orar é uma forma de se manter conectado a Deus, através da comunhão e da intimidade.

Ter fé é estar certo de que Ele estará presente em todos os momentos e em todos os dias, sejam eles tristes ou felizes. Deus sempre faz aquilo o que é melhor para nós, ainda que para o nosso olhar humano pareça ser algo ruim.

Se você orou por alguém que estava doente e Deus não curou, em vez disso recolheu aquela pessoa que você tanto amava, peça a Deus discernimento para compreender o mundo espiritual.

Deus tem um plano para cada um de nós e aqui nessa terra, a gente chega com passaporte de ida e volta, com datas marcadas. Tem gente que parte muito cedo e tem gente que chega até a velhice. Não cabe a nós questionar a morte física.

Se você se decepcionou com algo, se não teve o seu desejo atendido ou ainda não realizou o seu grande sonho, ore a Deus e peça por “aceitação e gratidão”.

Quando aceitamos a nossa condição, as provas, as lutas e as dificuldades e ainda agradecemos pela oportunidade do aprendizado, passamos para outros estágios.

Precisamos entender que na vida existem ciclos, e quando a gente reclama, chora, questiona ou se revolta contra a vontade de Deus, parece que o ciclo é mais demorado.

Então quando as coisas não derem muito certo pra você, talvez seja a hora de se aproximar mais de Deus com humildade e reconhecer que Ele é o Criador e que Ele sabe exatamente o que está fazendo.

Perceba que não é só uma questão de querer ou desejar, é muito mais que isso, é uma questão de aceitar e agradecer por tudo o que somos e temos agora.

Que o Espírito Santo nos ensine a orar como convém. Se pedirmos o que é certo, receberemos. Se buscarmos o que vem do céu, encontraremos e se batermos na porta certa, ela se abrirá.

“Pai, nos dê sabedoria para pedir e discernimento para receber”, essa é a oração que fazemos, em nome de Jesus.

Estude a Bíblia no Telegram

No grupo de estudos Bíblia Investigada você poderá tirar muitas dúvidas sobre vários textos bíblicos. A proposta de trabalho está baseada no jornalismo, sempre em busca de compreensão das Escrituras através de pesquisas e reportagens que incluem expressões idiomáticas, costumes judaicos e cultura dos povos antigos.

Aqueles textos que parecem confusos ou que são usados de forma inadequada podem ganhar um novo sentido e mudar nossas vidas de maneira muito positiva. A Bíblia é incrível! Quanto mais nos aprofundamos em seus ensinamentos, mais nos transformamos e caminhamos em direção ao Criador.

Se você quer fazer parte desse grupo, acesse gospelpri.me/biblia-investigada

Jornalista e pesquisadora apaixonada pela Bíblia. Desenvolveu um trabalho de "Jornalismo Investigativo Bíblico", é autora dos livros Derrubando Mitos e Apocalipse Investigado. Seus temas envolvem missões transculturais, Igreja Perseguida, teorias científicas, escatologia e análises de textos bíblicos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trending