Siga-nos!

cosmovisão

O espinho na carne de Paulo

Muitas vezes Deus poderá permitir sofrimentos breves ou permanentes em nossa vida.

em

James Faulkner interpreta o apóstolo Paulo
James Faulkner interpreta o apóstolo Paulo (Foto: Reprodução/Twitter)

O apóstolo Paulo estava mostrando aos cristãos de Corinto as marcas de um verdadeiro apóstolo, que eram a santidade, as experiências com Deus, a bênção de outros líderes, o compromisso com a exposição da verdade, e as perseguições sofridas por causa da em Jesus.

E, em dado momento, ele testemunha que teve uma experiência divina, onde foi levado até o Céu e lá viu e ouviu coisas tão fortes que palavras humanas não poderiam explicar. Para que Paulo não se orgulhasse com as profundas revelações que recebeu no Céu, Deus colocou sobre Ele um espinho na carne, que o machucava, entristecia e com isso o mantinha em humildade diante de Deus e dos homens.

Mas o que poderia ser esse “espinho na carne”?

A maioria dos teólogos e historiadores são unânimes em afirmar que o espinho na carne de Paulo poderia ser alguma enfermidade relacionada aos seus olhos, pois, quando ele teve um encontro com Jesus na estrada de Damasco, a luz divina brilhou tão forte sobre ele que acabou por ficar cego 3 dias e após a oração de Ananias, escamas cairam de seus olhos e pode ver novamente.

Possivelmente, Deus tenha devolvido a visão a Paulo nesse momento, mas não a devolveu de modo completo, ficando algum tipo de sequela em sua visão. O historiador Flávio Josefo afirma que existiu um homem chamado Paulo, líder de um grupo de cristãos, que possuía uma enfermidade nos olhos, onde saia pus e lágrimas constantemente.

Outra epístola que pode confirmar essa suposição, é que Paulo escreveu aos cristãos de Gálatas que eles o amavam tanto que estariam dispostos a arrancarem os próprios olhos deles para dar ao apóstolo, sugerindo mais uma vez que sua enfermidade era de fato ocular.

De qualquer maneira, se era enfermidade nos olhos ou outra coisa, o que se tem certeza é que Paulo recebeu sobre seu corpo uma enfermidade e essa enfermidade o manteve em humildade diante de Deus.

Podemos aprender com essa situação de Paulo, que muitas vezes Deus poderá permitir sofrimentos breves ou permanentes em nossa vida para que o nosso coração não se torne orgulhoso, soberbo e com isso nos afaste de Deus e dos princípios humildes de Sua Palavra.

De fato, quando estamos passando por qualquer tipo de sofrimento físico ou emocional, nos sentimos mais fracos, vulneráveis e percebemos o quanto nossa humanidade é limitada, frágil e mortal. Ao nos depararmos com dores e tristezas, percebemos que nada nessa terra pode acalmar ou consolar uma pessoa cabisbaixa e sofrida, mas somente a presença e a voz de Deus.

Quando estamos fragilizados com alguma situação ou circunstância adversa, entendemos que nenhum dinheiro, poder, fama, ou realização pessoal, pode tirar de nós a tristeza de um sofrimento, mas somente Deus e também percebemos que essa terra e suas propostas são todas passageiras e perecíveis, mas o que Deus oferece depois da nossa morte é uma eternidade no céu onde só haverá paz, alegria e tranquilidade.

Que você jamais precise receber de Deus um espinho na carne para ser humilde e manter seus pés no chão diante de Jesus e sua Igreja, mas caso você tiver que passar por qualquer tipo de sofrimento na vida, agradeça a Deus e deixe que Ele use essas dores em seu favor para que toda e qualquer estrutura de orgulho caia por terra e você possa seguir nos seus caminhos de cabeça erguida, mas com os pés no chão.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Pastor da Igreja Aviva Panambi, Bacharel em Teologia, Pós Graduado em Liderança Exemplar, especialista em Aconselhamento Pastoral e Libertação e Cura, Escritor com dois livros lançados, Músico e Compositor. É casado com Cíntia Stürmer e pai do Benjamin e Natanael.

Trending