Siga-nos!

opinião

Lidando com a pressão através da espiritualidade

Uma civilização que goza de tamanha liberdade, mas que é oprimida dentro de si.

Michael Caceres

em

Jovem Triste e desanimado (Foto: Pixabay)

Pressões sociais de toda espécie tem nos sufocado.  Uma civilização que goza de tamanha liberdade, mas que é oprimida dentro de si durante a rotina frenética dos grandes centros urbanos. Demandas cruéis nunca antes vista se tornaram comuns na sociedade de hoje, só não nos ensinaram a como lidar com elas.

O resultado é a crescente onda de doenças psicológicas, como depressão e ansiedade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de casos de depressão aumentou 18% nos últimos 10 anos e será a doença mental mais incapacitante do ainda em 2020.

No Brasil, a depressão faz cerca de 12 milhões de vítimas e cerca de 18,6 milhões sofrem com transtorno de ansiedade, representando o país mais ansioso do planeta, de acordo com dados da OMS. Muitas pessoas que não conseguem administrar as cobranças sociais recorrem a alívios perigosos como drogas e álcool. Todos ineficazes e com consequências desastrosas.

Porém, existe uma ótima notícia: mesmo vivendo há 2 mil séculos, Jesus incrivelmente antecipou as aflições que enfrentaríamos nesses dias trabalhosos e deixou orientações de como lidar com as demandas profissionais, familiares e sociais. O Mestre Jesus nos passou três receitas eficazes de como amenizar as pressões externas e internas para manter-se saudável emocionalmente e fisicamente.

A primeira é Ele mesmo. Jesus nos faz uma proposta irresistível: Ele troca nossas pesadas cargas que a sociedade nos obriga a carregar por fardos leves. Não é maravilhoso? Ele nos proporciona descanso e alívio nesse mundo tão opressor.

Em Mateus capítulo 11 versículo 28 a 30 diz: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”.

A segunda receita é um remédio contra a ansiedade: a oração. Jesus nos orientou a contar todas as nossas preocupações ao Pai, pedindo o que precisássemos, ao invés de andar ansiosos (Filipenses 4.6).

A ciência apenas comprovou o que a Bíblia afirmou há muito tempo: a oração é benéfica para nossa saúde. De acordo com a psicóloga e neurocientista Drª Rosana Alves, a oração melhora a auto-estima e traz sensação de bem-estar. “Não existe melhor psicoterapia no mundo do que a oração. Porque quando eu ajoelho diante de Deus eu estou dizendo assim: ‘Senhor, eu tenho as minhas fragilidades e acredito que o senhor pode resolver todas elas’”, garante a psicóloga.

Cientistas da Universidade de Duke afirmaram que a oração influencia a capacidade do organismo de enfrentar doenças. Quando oramos, o lobo frontal – parte do cérebro que ativa o sistema imunológico – é fortalecido. Segundo a pesquisa de Duke, indivíduos que tem vivem 20% mais que os descrentes.  Professar alguma fé religiosa garante mais saúde mental e reduz o estresse psicológico.

A terceira receita para enfrentar as pressões deste mundo que Jesus deixou é a Palavra de Deus. Cada verso da Bíblia funciona como pílulas de esperança em meio ao caos. Nos alimentam espiritualmente, nutrem, fortalecem e sustentam.

Com Jesus, oração e meditação da Palavra podemos encontrar descanso para nossas almas afadigadas em meio as pressões que nos espreitam. Uma vida espiritual produz paz, consolo e esperança para o futuro.

Trending