Siga-nos!

cosmovisão

Devo ser um influencer?

Juntos podemos gerar um impacto eterno!

Andrei Alves

em

Influencer
Mulher grava vídeo para as redes sociais (Foto: Direitos Reservados/Deposiphotos)

Ser influencer é somente algo para pessoas que atuam em redes sociais, como Youtube,  Facebook, Instagram, Twitter, para influenciar nessas mídias multidões de seguidores?

Bom, influencer é um termo inglês traduzido literalmente como influenciador. Esse termo  tem sido designado para ser referir a pessoas que exercem influência digital levando  outros a realizar ações, a comprar mercadorias, a se envolver em determinada causa…

Como cristão, devo ser um influencer? O que de fato é influência?

Segundo o Houaiss, a palavra “influência” tem em sua etimologia, derivada do termo  francês “influence”, o seguinte significado: “fluido etéreo tido como derramado dos astros  e que afeta as ações humanas”. Então, a ideia básica da etimologia de “influência”, é que  aquilo que flui dentro de você pode ser derramado sobre outra pessoa e passa a fluir  dentro dela.

Você se lembra desta passagem bíblica? “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do  seu interior fluirão rios de água viva” (João 7.38).

Acredito que o cristão é como uma barragem que tenta segurar o oceano. A sua represa  tem mais água do que as suas barragens suportam. Influência é o rompimento da  barragem que não consegue conter o que flui dentro de você: o mover do Espírito Santo.

Jesus Cristo também disse: “Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma  cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca  debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a  todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que  vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus” (Mateus  5.14-16). É impossível esconder um cristão cheio do Espírito Santo. Ele vai brilhar e  transformar os lugares onde ele está. Em outro momento, ao confrontar os fariseus, Jesus  Cristo disse que “a boca fala do que está cheio o coração” (Mateus 12.34), portanto um  cristão cheio do Espírito não pode ficar em silêncio.

Se não devemos e nem podemos reter o que guardamos em nós, como um cristão pode  influenciar o mundo com aquilo que recebeu de Deus?

Em 1975, Loren Cunningham, fundador da JOCUM, e Dr. Bill Bright, fundador do campus  Cruzada para Cristo, em oração, buscaram uma resposta de Deus sobre como o cristão  pode transformar o mundo. Ambos separadamente tiveram uma visão sobre áreas da  sociedade que a igreja deveria se concentrar para trazer a influência dos céus sobre o  mundo.

Essas são as áreas:
– Família – lar
– Religião– a igreja
– Educação – escolas
– Governo – politica
– Mídia – comunicações
– Artes – entretenimento e esportes
– Economia – negócios, comércio, ciência e tecnologia

Vários foram os nomes dados para essas áreas, por diversas agências missionárias,  denominações e igrejas, conhecidas como “Sete Montes” ou “Sete Esferas de Influência”.  A pergunta básica relacionada a cada uma dessas áreas é: “como o cristão pode pegar se  movimentar em cada uma dessas áreas e exercer grande influência sobre a sociedade?”.

Recebemos de Jesus Cristo, na Grande Comissão, a seguinte ordem: “Portanto, vão e  façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do  Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei  sempre com vocês, até o fim dos tempos” (Mateus 28.19-20).

Talvez você ao ler isso, você pense: “Um monte é algo grande demais para eu poder  influenciar” ou quem sabe você não está imaginando agora que isso está reservado  apenas para algumas pessoas específicas. Bom, a Grande Comissão é para a Igreja de  Cristo.

Nós somos a igreja, mas não podemos ser igreja sozinhos!

Ninguém escala um monte, sem antes escalar o primeiro metro. Ninguém corre uma  maratona, sem antes dar o primeiro passo. Influência é diferente de afluência. Afluir tem a  ver com a quantidade de fluxo.

Jesus contou uma parábola que remonta exatamente isso: “O Reino dos céus é como o  fermento que uma mulher tomou e misturou com uma grande quantidade de farinha, e  toda a massa ficou fermentada” (Mateus 13.33).

Não precisamos de um grande fluxo para influenciar esse mundo, apenas precisamos do  fermento certo. Onde você está hoje é o lugar onde o fermento do Reino deve se  manifestar.

Como você pode influenciar os sete montes no lugar em que está posicionado hoje?

Indico para você um curso prático que vai trabalhar de maneira clara, como você pode  exercer a influência de você está. O curso “Como trazer a influência do céu para a terra?”  (www.ipeead.com/influencia), é produzido pelo IPE (Instituto Propósitos de Ensino),  ministrado pelo pastor Vinícius Carvalho, tendo como enfoque a prática de viver uma vida  que transformar a realidade terrena.

Juntos podemos gerar um impacto eterno!

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Pastor de ensino na Igreja da Cidade em São José dos Campos. Casado com a pastora Esther Alves e pai de Daniel, Gabriel e Miguel. Graduado em direito e pós-graduado em Direito do Trabalho. Mestre em Liderança Pastoral (MDiv). Graduando em Pedagogia e pós-graduando em Educação Moderna pela PUC do Rio Grande do Sul.

Trending