Siga-nos!

estudos bíblicos

Qual foi o sinal que Deus colocou em Caim?

Análise bíblica contextual sobre o significado do sinal que Deus colocou em Caim após o assassinato de Abel.

Armando Taranto Neto

em

Afresco sobre Caim e Abel (Reprodução)

Gênesis 4.15 nos diz:

וַיָּ֨שֶׂם יְהוָ֤ה לְקַ֙יִן֙ אֹ֔ות לְבִלְתִּ֥י הַכֹּות־אֹתֹ֖ו כָּל־מֹצְאֹֽו (Hebrew Old Testament: Westminster Leningrad Codex) (Grifo meu) 

O Senhor, porém, lhe disse: Portanto quem matar a Caim, sete vezes sobre ele cairá a vingança. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que não o ferisse quem quer que o encontrasse. (ARA) (Grifo meu)

 “καὶ εἶπεν αὐτῷ κύριος ὁ θεός οὐχ οὕτως πᾶς ὁ ἀποκτείνας Καιν ἑπτὰ ἐκδικούμενα παραλύσει καὶ ἔθετο κύριος ὁ θεὸς σημεῖον τῷ Καιν τοῦ μὴ ἀνελεῖν αὐτὸν πάντα τὸν εὑρίσκοντα αὐτόν”  (Septuaginta) (Grifo meu)

dixitque ei Dominus nequaquam ita fiet sed omnis qui occiderit Cain septuplum punietur posuitque Dominus Cain signum ut non eum interficeret omnis qui invenisset eum” (Vulgata Latina) (Grifo meu)

Este é um texto de difícil interpretação devido ao distanciamento cultural (aproximadamente 3800 ou 3700 a.C., ou seja, +- 5800 anos atrás) dos registros. Outro problema é de ordem gramatical, a semântica (significado da palavra).

É dito no texto que após Caim assassinar seu irmão Abel o Senhor o confronta e o amaldiçoa. O primeiro homicídio ocorrido na terra não poderia ficar impune. Jeová, então, coloca um אֹ֔ות (o-tow – Sinal) em Caim para que ninguém que o encontrasse o matasse.

O significado de אֹ֔ות (o-tow), traduzido em português por “sinal” na ARA, possui vários outros significados em hebraico:      

אֹ֔ות = ō·ṯōw = Um sinal para não encontrar, prodígio, providência, evidência, marco, milagre, emblema, símbolo, letra.

Strong, em sua concordância, traduz para: marca, milagre, bandeira (no sentido de aparecer); um sinal (literal ou figurativamente), como uma bandeira, farol, monumento, presságio, prodígio, evidência, etc. – marca, milagre, (en-) sinal, símbolo.

O famoso Rabi “Rashi” em seu comentários sobre Gênesis 4:15, diz que a marca foi uma das letras hebraicas do “Tetragrammaton” (Tetragrama = יֱהֹוִה = YHWH : “Ele gravou uma letra de seu nome [de Deus] sobre a testa [Caim]” (Torah Rashi)

Na Septuaginta (tradução do Antigo Testamento do Hebraico para o Grego) אֹ֔ות= ō·ṯōw é traduzida para o grego como “σημεῖον” = Semeion (Esta palavra grega significa “sinal, prodígio ou milagre”. O significado básico da palavra indica um sinal pelo qual se reconhece uma pessoa ou coisa específica. Quando a palavra “semeion” tem uma dimensão maravilhosa ou extraordinária geralmente é traduzida por “sinal milagroso”. Esta palavra enfatiza o aspecto de autenticação do milagre como indicação de que poder sobrenatural está envolvido) (Davar Elohim)

Já na Vulgata Latina (Tradução do AT do Hebraico para o Latim) o termo “sinal” colocado sobre Caim é apresentado como “signum” = placa, sinal e símbolo.

Matthew Henry, quanto às várias interpretações sobre o significado deste “sinal” recebido por Caim diz:

E pôs o Senhor um sinal em Caim. Explicações tolas, intermináveis e fabulosas têm sido dadas acerca desse sinal. Dou aqui alguns exemplos, a fim de também não exagerar sobre algo acerca do que não temos nenhum conhecimento:

    1. Caim tornou-se um negro, uma interpretação nitidamente racista. De acordo com essa ideia, nesse ponto, por alguma interferência divina no seu código genético, começou a raça negra.
    2. Caim teria ficado leproso, doença que atacou principalmente o seu rosto, tendo sido esse o inicio da temida enfermidade.
    3. Caim recebeu alguma espécie de tatuagem, palavra impressa ou símbolo etc.
    4. Caim ficou aleijado, tendo sido a primeira pessoa aleijada do mundo.
    5. Caim ficou semiparalisado, e começou a tremer loucamente.
    6. Por onde ele ia a terra ia sofrendo terremotos!
    7. Algum cão feroz o acompanhava, guardando-o de qualquer atacante. Alguns refinam isso a ponto de dizer que o cão era um dos guardadores do rebanho de Abel!
    8. O nome “Yahweh” foi estampado na testa de Caim.
    9. O nome “Caim” foi estampado na testa de Caim; ou então, “Caim, o fratricida”.
    10. Caim teria sido circuncidado, pelo que ele foi o primeiro homem a sofrer essa operação!
    11. Deus fez um milagre diante de Caim, para garantir-lhe que ele estaria a salvo do ataque de qualquer outro ser humano. Deus lhe deu um sinal para aliviá-lo do medo de ser atacado, garantindo-lhe também a Sua presença.
    12. Deus tornou Caim invencível: ele não podia ser queimado a fogo; uma espada não podia feri-lo; ele não podia ser afogado na água.
    13. Uma luz, como o círculo do sol, acompanhava-o por onde ele fosse.
    14. Um longo chifre cresceu em sua testa!

Chega! Quem sabe o que foi o “sinal” de Caim?

Natureza do Sinal. Sem importar qual tenha sido o sinal de Caim, visava tanto à sua proteção quanto a mostrar o desprazer de Deus.

Extensão da Ideia. Alguns eruditos pensam que não só Caim, mas também seus descendentes, continuariam a gozar da proteção divina. Esses descendentes formariam um povo brutal, impondo severos danos a qualquer que quisesse prejudicar algum membro do clã. Seja como for, e como uma interpretação ou aplicação secundária do texto, é digno de nota que há um poder divino que nos protege de qualquer dano físico (segundo se vê, com grande eloquência, no Salmo 91) Fazemos bem quando pedimos a proteção divina, para nós mesmos e para nossos familiares, todos os dias, crendo que, se uma pessoa como Caim podia ser protegida, então nós, como crentes, certamente também podemos.

Notemos como os péssimos efeitos do pecado de Adão não demoraram a ir- se acumulando! Toda a história da humanidade jaz sob a maldição de Adão. Essa maldição aumentou em Caim, e desde então nunca deixou de agravar-se, como os cardos e abrolhos produzidos pela terra.

Vão é inquirir qual foi o sinal colocado sobre Caim. Sem dúvida era conhecido tanto como marca de infâmia sobre Caim, e como sinal de Deus para que não o matassem.” (Comentário AT – Matthew Henry – Vol I, p. 11)

Como se percebe é praticamente impossível ser conclusivo com respeito à natureza da marca ou sinal que o Senhor lançou sobre Caim.

O que podemos depreender deste episódio é que o assassinato é o ponto culminante de um coração odioso, tal qual o irmão de Abel. Que desgraça acarretou o pecado de nossos primeiros pais, e que angústia trouxe aos seus corações. O homicídio é um pecado que brada desde a terra. O sangue clama por sangue, o sangue do homicida pelo sangue do assassinado.

Caim aprenderia como pesa uma maldição, como ela o acompanharia e o alcançaria não importa para quão longe ele fosse, ela estaria lá com ele. Somente em Cristo os crentes se salvam e alcançam a salvação, se desvencilhando da maldição do pecado. Caim foi amaldiçoado pela terra, ele era maligno, não foi capaz de amar Abel. Seu castigo foi gerado no lugar onde escolhera depositar seu coração:

Porque esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio: que nos amemos uns aos outros. Não como Caim, que era do maligno, e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más e as de seu irmão justas.” (1 Jo 3:11,12)

O primogênito de Adão afastou-se da presença de Deus e não temos informação de que tenha regressado. Foi habitar em uma terra com um nome perturbador, Node (tremente, ou terra que mostra inquietude e traz incômodo em seu espírito, ou ainda a terra do vagabundo), como um presságio para aqueles que escolheram se afastar do Senhor e nunca encontram descanso ou repouso em lugar algum.

A Bíblia nos revela que em meio ao deserto, aqueles que optaram a buscar a Cidade Celestial, foram habitar em tendas e no Tabernáculo; todavia, Caim, por não se interessar por esta Linda Cidade fixou-se na terra. Infelizmente esta sempre será a opção dos amaldiçoados por Deus, sempre buscarão a satisfação, projeção, segurança e estabilidade aqui embaixo.

Diferentemente do sinal de maldição lançado sobre o homicida irmão de Abel, há uma promessa àqueles que se decidiram por Cristo Jesus, receberemos o “ אֹ֔ות” (sinal, Semeion, Signus) da Benção, “Sinal do Nome de Deus”:

“A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.” (Ap 3:12,13) (Grifo meu)

Que o Senhor nos ajude sempre a cuidar de nosso irmão Abel.

Graduado em Teologia. Pós-graduado em Teologia Bíblica. Mestre em Sociologia da Religião. Doutorando em Teologia.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trending