Siga-nos!

Internacional

Pesquisa mostra que fé em Deus pode diminuir a motivação das pessoas para grandes conquistas

Estudo mostra também que se lembrar de Deus ajuda a evitar cair em tentação

Avatar

em

Publicidade

De acordo com estudo divulgado pela Associação Americana de Psicologia, o conceito de Deus pode diminuir a motivação das pessoas para alcançar seus objetivos pessoais, mas pode também ajudá-las a resistir as ‘tentações’, ou seja, fazer algo que não deveria.

“Mais de 90% das pessoas no mundo concordam que existe um Deus ou algum poder espiritual semelhante”, disse a coordenadora do estudo, Kristin Laurin, PhD, da Universidade de Waterloo no Canadá. “Está é a primeira evidência empírica de que o simples fato de alguém lembrar de Deus pode diminuir alguns tipos de auto-regulação, como a lutar pelos seus objetivos e aumentar outras, como resistir às ‘tentações'”.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

A pesquisa foi realizada entre estudantes universitários de ambos os sexos e com idade média de 19 anos, Todos os participantes passaram por seis experimentos para tentar determinar a influência da “ideia de Deus” na motivação das pessoas, mesmo entre os que não eram religiosos.

Em um dos experimentos, os participantes foram convidados a formar frases gramaticalmente corretas a partir de um determinado grupo de palavras. Para alguns estudantes foram dadas palavras como Deus e termos relacionados (divino, sagrado, espírito e profeta), enquanto os outros participantes receberam palavras neutras (bola, mesa, céu, autopista, caixa). Em seguida, cada aluno teve de formar tantas frases lógicas conseguissem em um período de cinco minutos.

Os pesquisadores determinaram o nível de motivação dos alunos segundo o número de frases elaboradas e pela qualidade delas. Quanto mais motivados estavam, mais produziam. Antes de entregarem as palavras para cada aluno,  informaram que um bom desempenho no teste evidenciaria um maior sucesso na carreira.

Várias semanas antes da experiência, perguntaram aos estudantes se eles tinham acreditavam que fatores externos (outras pessoas, seres ou forças além de seu controle) tinham influência sobre suas carreiras. Os participantes que disseram que fatores externos (como Deus) podiam influenciar no seu sucesso tiveram um desempenho pior no teste, quando comparados com os que afirmavam não acreditar nesses fatores.

Continua depois da Publicidade

Os pesquisadores também mediram a importância dada pelos participantes a um número de valores, incluindo suas conquistas. Os participantes que disseram pensar em Deus deram o mesmo valor às realização que os estudantes que receberam as palavras neutras. “Isto sugere que nossos resultados não se modificaram porque os participantes que acreditam em Deus desvalorizavam suas conquistas “, explicou Laurin.

Um segundo conjunto de experimentos mediu a habilidade dos participantes em resistir a uma ‘tentação’ após serem lembrado sobre Deus. Em um dos estudos, os entrevistados que diziam que uma alimentação saudável era importante para eles, comiam menos biscoitos depois de ouvirem uma passagem sobre Deus do que os participantes que não eram lembrados sobre isso.

Os participantes que leram uma passagem da Bíblia disseram ter maior vontade de resistir às tentações para atingir um objetivo importante, como manter um peso saudável, manter uma relação afetiva de longo prazo ou ter uma carreira de sucesso.

Continua depois da Publicidade

Este efeito foi percebido apenas entre os participantes que haviam dito que acreditavam que uma entidade onisciente agia sobre eles e os repreendia quando se comportassem de “maneira errada”.

Segundo os pesquisadores, o nível de devoção dos participantes religiosos não teve impacto sobre os resultados.

Traduzido e Adaptado por de APA


Clique aqui e entre no grupo Gospel Prime!

Publicidade
Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Trending