Siga-nos!

igreja perseguida

Pastores da Índia são acusados de promover “conversões forçadas”

Governo anunciou campanha de “reconversão”.

Portas Abertas

em

Cristãos indianos permanecem firmes na fé, apesar das perseguições. (Foto: Portas Abertas)

Um cristão local contou que os pastores e outros líderes cristãos estão sendo fortemente perseguidos por funcionários do governo, que os acusam de forçar a cristã a pessoas vulneráveis.

A fim de proteger o hinduísmo, religião majoritária no país, organizações nacionalistas hindus identificaram 30 locais em oito distritos em Uttar Pradesh (centro da Índia), onde alegam que estão ocorrendo “conversões forçadas”.

As conversões forçadas ou involuntárias são puníveis com multas ou sentenças de prisão em oito estados do país. A lei é frequentemente usada para assediar e perseguir os cristãos. Uttar Padesh não está entre esses estados, mas já fez um projeto de lei e espera aprovação do governo.

“Vários pastores e líderes religiosos nas 30 áreas identificadas foram falsamente acusados de conduzir conversões fraudulentas e estão presos”, disse a fonte local. “No ano passado, houve vários casos de prisões e encerramentos de cultos religiosos nessas áreas”.

O bispo de Allahabad, Raphy Manjaly, disse que as acusações eram falsas e enganosas. “A Igreja na Índia não promove ou propaga a conversão religiosa”, disse ele, pedindo evidências das supostas conversões forçadas.

Dados da Portas Abertas, organização que apoia cristãos perseguidos em mais de 70 países no mundo, relatam que Uttar Pradesh, o estado mais populoso da Índia, é atualmente um dos estados mais difíceis para os cristãos viverem na Índia.

Desde que o partido nacionalista hindu Bharatiya Janata assumiu o governo em março de 2017, a situação dos cristãos se deteriorou. O estado tem um dos mais altos níveis de violência contra os cristãos, de acordo com o relatório do Portas Abertas.

Campanha de reconversão

O governo já garantiu que vai encerrar as conversões forçadas em Uttar Pradesh até 2024 e anunciou uma campanha de “reconversão”.

“Toda família hindu deve seguir rigorosamente as tradições religiosas e não copiar o ocidente”, disse primeiro-ministro Narendra Modi, em cadeia nacional.

Para os extremistas hindus, a “conversão” é um problema quando se trata de seguidores hindus voltando-se para o cristianismo. Mas não o contrário. Para eles, a conversão de volta ao hinduísmo não é conversão. É uma volta ao lar. “Isso deve ser encorajado”, conclui Modi.

Em novembro de 2018, o Ministro de Estado de Uttar Pradesh, apoiado por funcionários do partido majoritário e pelo governo, pressionou 25 famílias cristãs em Ghazipur a se converterem ao hinduísmo.

“Temos que ter muito cuidado e vigilância, porque eles usam muitas táticas para atrair as pessoas pobres, especialmente os dalits e tribais”, disse o bispo Manjaly.

Ajude aos cristãos na Índia

O país ocupa o 10º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2020, que classifica os 50 países mais perigosos do mundo para ser cristão. A Portas Abertas realiza um projeto intenso e contínuo na Índia, a fim de oferecer suporto financeiro, físico, psicológico e espiritual ao cristão indiano.

Para saber mais, orar e doar a este projeto acesse a Campanha Global da Índia.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus

Trending