Siga-nos!

Vida cristã

Pastor lembra a importância de ofertar, mesmo em tempos de crise

“Princípios bíblicos não são circunstanciais”, ensina Luciano Subirá.

Neto Gregório

em

Pastor Luciano Subirá. (Foto: Reprodução / Instagram)

Luciano Subirá, pastor da Comunidade Alcance, em Curitiba (PR) ensinou os evangélicos como devem dizimar, ofertar e contribuir em tempos de crise e lembrou que os princípios bíblicos são “inegociáveis”.

Subirá cita o exemplo de Sadraque, Mesaque e Abednego para defender que as verdades bíblicas não estão ligadas às circunstâncias. “Seria justo dizer que os amigos de Daniel deveriam ter si dobrado diante da estátua, apesar do mandamento divino condenar a idolatria?”, questiona.

“Será que a gente poderia criar uma desculpa circunstancial? ‘Mas a vida deles estava em risco, eles estavam sendo ameaçados'”, contesta.

O pastor afirma que o princípio da contribuição não mudou só porque estamos no meio de uma crise, mas salientou que “a quantidade que você pode contribuir com certeza será afetada, mas a disposição e o princípio de dar são inegociáveis”.

Sem renda, sem dízimo

Utilizando ensinos do apóstolo Paulo, o pastor explica que as contribuições são “conforme a sua prosperidade”. Ensina também que se a contribuição é proporcional à renda e o fiel não está gerando renda, logo, “não há necessidade de dízimo, nem pensar em contribuição”.

“Se algumas igrejas estão oprimindo ou manipulando as pessoas a contribuir, elas estão erradas”, mas não é “porque uns estão fazendo da forma errada, que isso [contribuição] deixou de ser um princípio bíblico”, assevera.

Assista:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trending