Siga-nos!

Internacional

Documento com a excomunhão de Martinho Lutero será exposto em Roma

A exposição terá outros 100 documentos importantes para a história da Igreja Católica Romana

Publicado

em



Em fevereiro do próximo ano Roma lançará a exposição “Lux in Arcana” com cerca de 100 documentos históricos que nunca foram mostrados ao público. Entre eles estará a bula pontifícia com o decreto de excomunhão do teólogo alemão Martín Lutero que iniciou a Reforma Protestante.

Esse decreto foi assinado pelo Papa Leão X “Decet Romanum Pontificem” em 3 de janeiro de 1521 selando a ruptura completa entre Lutero e Roma.

Além deste documento, outros atos e manuscritos,  entre eles a bula papal que destituía um imperador do século XIII e até mesmo documentos sobre a Segunda Guerra Mundial, foram selecionados e estarão disponíveis ao público por sete meses.

A mostra  foi apresentada em junho pelo número dois do Vaticano, o secretário de Estado Tarcisio Bertone, que reconheceu que se trata de ume vento especial, já que saem excepcionalmente do palácio apostólico a fim de chegar a um público mais amplo.

A “Lux in Arcana” marca os 400 anos da criação desses arquivos, em 1612, pelo papa Paulo V.

Com informações AFP



Publicidade
Publicidade