Siga-nos!

igreja perseguida

Cristofobia: Pastor Luiz Sayão tem página censurada na Wikipédia

Pastor batista teve verbete excluído por claro preconceito religioso.

Michael Caceres

em

Luiz Sayão
Luiz Sayão (Foto: Reprodução/YouTube)

A Wikipédia, um projeto de enciclopédia multilíngue que se define como de licença livre, baseado na web e escrito de maneira colaborativa, censurou o diretor da Faculdade Batista de São Paulo, o pastor e hebraísta Luiz Sayão, supostamente por não evidenciar “notoriedade” e “relevância”.

O usuário que decidiu eliminar a biografia do pastor, identificado como Lechatjaune, propõe liminar “pela falta de fontes confiáveis” e “nada de pesquisa inédita”. Porém existem outras páginas na Wikipédia que citam o pastor, como nos verbetes sobre traduções da Bíblia com participação de Luiz Sayão.

Na abertura de discussão, quando tentaram apelar para manter o a página sobre o pastor, o autor indica como título de apelo a “divulgação de CV de pastor que pastoreia, sem demonstrar notoriedade”, demonstrando preconceito religioso e desrespeito.

Página da Wikipédia sobre o pastor Luiz Sayão (Foto: Reprodução/Captura de Tela)

Debate

O prazo de debate sobre a página era para esta terça-feira, 23 de fevereiro de 2021, até às 17:36, sendo que a conclusão do debate foi pela eliminação porque “As posições por Manter falham em evidenciar a notoriedade do biografado e sua relevância, ao recorrer a opinião subjetiva dos editores.”

Durante o debate, um dos usuários tenta evidenciar a notoriedade do pastor, apresentando fontes que comprovam seu currículo e sua relevância, incluindo citações em artigos acadêmicos e em comentários bíblicos, concluindo que é verídico.

No entanto, outro usuário moderador demonstra preconceito religioso em suas respostas para manter a eliminação da página, afirmando que “não se discute aqui a veracidade do texto, mas a notoriedade do biografado.” Ele acaba sendo interpelado por um terceiro usuário: “No que tange a notoriedade, como definir qual o status precisa ser atingido para ser considerado notório?”

“Deve alcançar grupos específicos? Deve ser algo notório para todas as áreas do conhecimento? Existem áreas que são mais notadas em certos grupos e que são completamente ignoradas por outros”, apontou Jonatasdh.

“Acredito que, pelo fato de o grupo não ser de conhecimento dos postulantes deste pedido de eliminação, o caso está sendo levado como uma simples questão de exclusão, mas o artigo em questão tem impacto sobre mais de 12 milhões de pessoas somente no ambiente Batista, já que a pessoa é pertencente a este grupo específico. Essa pessoa é conhecida não apenas neste ambiente, mas também no ambiente presbiteriano, metodista, assembleiano”, continuou.

Ele conclui seus argumentos apontando que “isso aparenta mais um movimento de perseguição religiosa do que uma questão técnica.”

Outro usuário, identificado apenas como @79a decide fazer ataques pessoais contra aqueles que entravam na discussão para defender a permanência da conta do verbete sobre o pastor. O usuário chega a pedir para outros verificadores entrar na discussão e eliminar a página.

O usuário @79a argumenta que o objetivo da página sobre o pastor é “autopromover-se e fazer proselitismo sem indicar notoriedade, apenas ‘trabalhos’ feitos, divulgação, observando que nenhuma das fontes presentes no artigo cita o biografado, portanto, tudo sem VERIFICABILIDADE, não sendo possível comprovar nem a veracidade da informação!”

Em seguida ele volta a ser rebatido por um usuário que cita as fontes novamente e aponta que a notoriedade de Luiz Sayão é “incontestável”.

“Não faz sentido o que disseram sobre o Pr. Luiz Sayão, coordenador de tradução de duas edições da Bíblia usadas por milhões de brasileiros, não ter notoriedade e por este motivo, ter seu verbete deletado da Wikipedia”, comenta Sabrinaaacardoso.

Apesar dos argumentos baseados em fatos e diversos usuários físicos terem entrado para defender a permanência do verbete sobre o pastor, claramente é possível ver um movimento orquestrado no debate, apontando que havia diversas infrações no debate.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending