Siga-nos!

testemunhos

“Todo louvor e glória a Deus”, diz homem perdoado por Trump de prisão perpétua

Ex-boxeador profissional recebe clemência de Donald Trump.

Avatar

em

Charles Duke Tanner
Charles Duke Tanner (Foto: Reprodução/YouTube)

Charles Duke Tanner, ex-boxeador profissional de Gary, Indiana, que cumpria prisão perpétua por um delito de drogas não violento, agradeceu ao presidente Donald Trump em um vídeo postado na quarta-feira passada (21) por lhe conceder clemência.

“Em primeiro lugar, quero dar todo o louvor e glória a Deus”, disse ele. “Obrigado por me ouvir. Mas, presidente Trump, só quero agradecer por me dar uma segunda chance, por acreditar em mim e por ler minha petição. Estou tão agradecido”, exclamou mais uma vez em agradecimento.

No vídeo, ele fala que 20 anos atrás ele estava no cassino de Trump em uma luta, e agora o Trump assinou a petição dele. Seu filho também aparece no vídeo ao lado do pai. Duke afirma que nem acredita ser verdade estar junto do filho, pois quando ele o deixou ele tinha apenas dois anos.

Tanner foi preso em 2004, sem antecedentes criminais, ele foi acusado de liderar uma quadrilha de drogas. Inicialmente ele foi condenado a prisão perpétua, mais tarde teve a sua sentença reduzida para 30 anos. Estava programado para sair da prisão até outubro de 2030.

Quando o presidente ordenou a sua libertação, ele já havia cumprido 16 anos de prisão. O ex-presidiário declarou também que perdeu o pai e a mãe, e hoje está ao lado do filho, que é tudo que lhe resta e está muito agradecido.

O caso de Tanner foi supostamente levado à atenção de Trump pela defensora da reforma prisional e aliada da Casa Branca, Alice Johnson, cuja própria sentença foi mudada pelo presidente em 2018, recebendo perdão total. Na época, o presidente afirmou que ela servia como conselheira em seu governo.

O presidente afirmou que assim como Alice, muitos receberam sentenças massivas e são boas pessoas, ótimas pessoas, e que Johnson está procurando por essas pessoas e recomendando a ele.

Tanner foi uma das cinco pessoas que tiveram o pedido de clemência aprovados pelo presidente do Estados Unidos e que por isso acabaram sendo libertos da prisão.

Em seu primeiro mandato Trump já concedeu perdão a 27 pessoas e clemência a outras 16. Em comparação ao ex-presidente Barack Obama que concedeu perdão a 22 pessoas e clemencia a uma em seu primeiro mandato.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending