Siga-nos!

igreja perseguida

Pastor é condenado na Alemanha por pregar contra a homossexualidade

Tribunal condenou pastor por vídeo criticando estilo de vida LGBT.

Michael Caceres

em

Pastor Olaf Latzel
Pastor Olaf Latzel (Foto: Reprodução/Facebook)

Olaf Latzel, pastor sênior da Igreja Evangélica da Alemanha (IEA, em português), de St. Martini, em Bremen, foi condenado por um tribunal a pagar uma multa de 8.100 euros, por causa de se dizer contra o estilo de vida homossexual.

O protestante foi acusado por um tribunal de Bremer a promover ódio contra os homossexuais e violar a sua dignidade em um seminário que deu sobre casamento em novembro do ano passado, no qual se referiu as atividades como “homolobby”.

No vídeo que foi postado no YouTube meses depois do seminário, mostra o protestante falando com cerca de 30 casais e em um determinado momento ele disse que:

“Por todos os lados andam os criminosos do Christopher Street Day (Marcha do Orgulho LGBT de Berlim).  Toda essa merda de gênero é um ataque à ordem da criação de Deus, é demoníaca e satânica ”. Tempo depois o vídeo foi excluído.

A defesa de Latzel disse que essas afirmações eram baseadas na Bíblia e que ele se referiu à homossexualidade e aos ativistas violentos LGBT, e não diretamente as pessoas gays. Ele informou que irá apelar a decisão.

Divergências de opinião: liberdade de expressão ou discurso de ódio?

Na indeferência do juiz ele entendeu que “a orientação homossexual de uma pessoa faz parte de sua personalidade. Em contrapartida o advogado do pastor disse que essa sentença é uma “catástrofe” e que será como “a abertura de uma porta para restringir a liberdade de expressão”.

“Enquanto hoje se trata de uma visão encontrada na Bíblia, amanhã será sobre qualquer outra opinião”, acrescentou o advogado de defesa. Fora do prédio durante a sessão, grupos a favor do pastor e também contra estavam reunidos em forma de protesto.

A liderança da Igreja Protestante em Bremem, disseram que ficaram preocupados com o comportamento do pastor e por sua condenação à ódio contra um grupo de pessoas, que acabou manchando a imagem da igreja, e alegaram que começaram a refletir sobre o ocorrido.

No passado a Igreja St. Martini do pastor Latzel já havia denunciado ataques de pichação contra os seus templos e protestos de pessoas LGBT que participaram de ações para interromper os cultos religiosos.

O Evangelical Focus reportou que um jurista e e colunista da agencia alemã  de notícias evangélica, Idea, disse que o ocorrido foi um “julgamento claramente errado”.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending