Siga-nos!

brasil

Mãe expunha filha de 6 anos como “menino trans” para lucrar no Instagram

Criança tem 15 mil seguidores na rede social.

Michael Caceres

em

Criança transgênero
Criança transgênero (Foto: Reprodução/Instagram)

Uma mãe estaria expondo sua filha de 6 anos como “menino trans” para lucrar no Instagram. A menina é criada por lésbicas que militam na causa LGBT e passou a se identificar como menino, mudando o nome para Maurício* e passando a ser usada para as causas ideológicas radicais e fonte de renda.

A denúncia foi feita pela Gazeta do Povo, que lembra que o Instagram só permite perfis de pessoas acima dos 13 anos, ainda assim a criança já conta com 15 mil seguidores, onde se identifica como “blogueirinho”. O perfil teria sido lançado quando ela tinha cinco anos.

Através de uma postagem em vídeo, a criança agradece pelos seguidores: “Eu estou muito feliz, muito obrigado para todes”. O uso de “todes” é uma das novidades de militantes LGBT para tentar promover a ideologia de gênero, afirmando que a gramática convencional é preconceituosa.

De acordo com a reportagem, a criança é criada por duas mulheres, sendo que uma delas, que se identifica como mãe, seria moradora de Fortaleza e afirma ser “lésbica e militantes”. A exposição da criança inclui uma postagem da menina usando uma cueca quando tinha dois anos de idade.

“Esse dia jamais posso esquecer. Você tinha dois anos e deixei você usar a cuequinha do seu irmão”, dizia a legenda da foto postada pela mãe na conta do Instagram da criança.

Outra publicação mostra a criança com um documento, emitido pelo governo do Ceará, onde aparece com um nome social masculino. “Ele começou a transição dele um mês antes da pandemia”, afirma a mãe, em um dos vídeos publicados pela página.

A mulher anunciou que quando completar 8 anos a garota será submetida a medicamentos que bloqueiam a puberdade, com consequências irreversíveis para o desenvolvimento natural do corpo. “Para um menino trans, a puberdade começa com 8 anos de idade, e assim então a gente vai começar com o bloqueador”, disse.

Em outra postagem a mulher questiona sobre monetização do Instagram, mas já existe publicação patrocinada no perfil, pois a conta da criança divulga uma loja de produtos transexuais, inclusive com sorteio de “fita tape”, que é usada para cobrir os seios em garotas que se identificam como garotos, assim como um vidro de minoxidil, que estimula o nascimento de pelos.

*Não citamos nomes para proteger a privacidade da criança.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending