Siga-nos!

igreja perseguida

Líderes cristãos pedem oração por vítimas esquecidas na Nigéria

Governo é acusado de passividade com grupos extremistas islâmicos.

em

Leah Sharibu em cativeiro
Leah Sharibu em cativeiro (Foto: Reprodução/Morning Star News)

Neste mês os líderes cristãos fizeram apelos por oração pela Nigéria, pois o governo não se dispõe em ajudar, e os grupos extremistas islâmicos, como o Boko Haram e o ISWAP (Província da África ocidental do Estado Islâmico) continuam a aterrorizar o nordeste do país, com ataques e sequestros.

Os líderes da Igreja Evangélica Winning All, pediram a libertação de quatro membros que estão sendo mantidos em cativeiro por extremistas islâmicos. O presidente da Igreja, reverendo Stephen Baba Panya, disse que preocupações com a falta de esforços do governo nigeriano tem preocupado os líderes cristãos.

Panya, pediu oração para a estudante Leah Sharibu, dois trabalhadores humanitários, a universitária Lilian Gyang e mais 112 meninas que permanecem aprisionadas dos 276 sequestrados em 2014, em um colégio em Chibok, estado Borno.

Leah Sharibu, 15 anos, foi sequestrada no colégio em Dapchi, estado de Yobe, pelo Boko Haram em 19 de fevereiro de 2018, era uma das 110 garotas que foram feitas cativas. 109 meninas muçulmanas foram libertadas enquanto Leah se recusou a renunciar a sua e permaneceu cativa.

A trabalhadora humanitária da UNICEF, Ngaddah, mãe de dois filhos, foi sequestrada em 1º de março de 2018 em Rann, estado de Bono, quando militantes do ISWAP atacaram um campo de deslocados internos, onde ela estava trabalhando. Sua mãe morreu traumatizada após saber de seu sequestro.

Taku, trabalhador de saúde da Ação contra a fome, foi sequestrado em 18 de julho de 2019, por militantes do ISWAP, ele estava ministrando a pessoas deslocadas, quando foi pego ao longo da rodovia Damasak-Maiduguri, no estado de Borno.

Lilian Daniel Gyang, estudante da Universidade de Maiduguri (UNIMAID) no estado de Brono, foi sequestrada pelo IWAP, em 9 de janeiro, enquanto voltava para a escola depois das férias de Natal e Ano Novo em seu estado natal, Plateau.

“Por favor, juntem-se a mim e oremos permanecendo nas promessas de Deus em Mateus 18: 18-19 de que Boko Haram / ISWAP ou qualquer outro grupo terrorista islâmico não determinará o destino das amadas filhas de Deus, Leah Sharibu, Alice Loksha Ngaddah, Grace Lucas e Lillian Gyang que são membros da Igreja Evangélica Winning All, e também as meninas Chibok restantes ”, pediu o pastor Panya em um comunicado enviado ao Morning Star News.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending