Siga-nos!

cosmovisão

Descubra o seu futuro

O plano de Deus para nossas vidas é perfeito, mas ele nos deu liberdade de escolha.

em

Homem preocupado (Foto: Nathan Cowley/Pexels)

“Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda.”( Salmo 139.16)

Todos têm uma grande curiosidade a respeito do futuro. Por isso, muitos consultam a astrologia, a cartomancia e outras formas de ocultismo. No Antigo Testamento, vemos que as pessoas da época também tinham essa curiosidade, e havia o Urim e Tumim, quando lançavam as pedras que estavam no peitoral do sacerdote para descobrir o que havia no futuro.

Já em 2 Crônicas 34.19-28, vemos o rei Josias consultar a profetisa Hulda. Ela falou que o Senhor traria males sobre aquele lugar e sobre os seus moradores, mas que isso não aconteceria nos dias de Josias, porquanto ele havia se humilhado perante Deus.

Esses são exemplos das pessoas consultando a Deus a respeito do futuro. Mas elas não consultavam apenas a Deus. Saul, quando estava destituído da graça de Deus, chegou ao cúmulo de consultar uma médium espírita (1 Sm 28). Mesmo sabendo que Deus havia determinado expressamente que fossem exterminados todos aqueles que procuravam consultar os mortos.

Por causa dessa curiosidade pelo futuro, o Salmo 139 é de grande interesse para todos. No verso 16, lemos sobre a predestinação do futuro das pessoas que aceitam o plano de Deus para suas vidas: “Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda”.

Deus tem um plano para cada vida. Mas isso não quer dizer que esse plano vai se cumprir automaticamente, porque Deus respeita o livre arbítrio do ser humano. Deus não força os homens a aceitarem a Sua vontade.

Em 1 Tm 2.3-4, está escrito “Isto é bom e aceitável diante de Deus nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade”. A Bíblia está mostrando que a predestinação de Deus, o desejo e o plano de Deus para cada ser humano é que todos sejam salvos. Ou seja, se perguntarmos para Deus qual é a Sua vontade para cada um dos bilhões de habitantes da terra, a resposta será sempre a mesma: que ele seja salvo.

Porém, o próprio Senhor Jesus reconheceu que a maioria não será salva. Ele falou que o caminho que conduz à vida eterna é apertado, estreito e são poucos os que entram por ele. Também disse que é largo o caminho que leva à perdição e são muitos os que seguem por ele (Mt 7.13,14). Vemos, portanto, que a vontade de Deus é uma; no entanto, a maior parte dos seres humanos, por sua rebeldia e pelo fato de o plano de Deus não ser obrigatório, acaba se perdendo. No caminho largo, todos podem levar as bagagens – o pecado, a vaidade, os embaraços – mas estarão indo para a perdição. Já os que estão indo para o céu têm que ir sem bagagens, pois o caminho é estreito.

O plano de Deus para nossas vidas é perfeito, mas ele nos deu liberdade de escolha. E muitos rejeitam a Sua vontade.

O Salmo 139 refere-se a nós, quando ainda éramos massa informe. Esse estágio se dá nos primeiros dias após a concepção, quando estamos no ventre materno e nem a mãe sabe que está grávida. Logo depois dos primeiros dias, o feto já começa a tomar forma.

Quando você era apenas um amontoadinho de células, Deus já tinha escrito um plano completo para a sua vida. E, nesse plano, você é salvo. Mas você tem o livre arbítrio. Você pode rejeitar o plano de Deus, ou aceitá-lo. Se você quiser aceitá-lo, saiba que é um plano extraordinário. Para aqueles que estão indecisos sobre a conveniência de seguir o plano de Deus, o apóstolo Paulo traz uma exortação em Rm 12.1-2: “Rogo-vos, pois irmãos, pelas misericórdias de Deus que apresenteis os vossos corpos por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”.

Deus está orientando-nos para que experimentemos a Sua vontade, que é justamente aquele plano perfeito e amoroso que Ele traçou para nós quando ainda éramos uma massa sem forma. Mas, a Bíblia está dizendo também que, para que esse plano se cumpra, você tem que fazer pelo menos quatro coisas.

Ofereça sua vida a Deus. Ele não quer que você morra por Cristo, embora em algumas situações isso possa ser necessário: o Seu desejo é que você viva para Cristo.
Esteje disposto a não andar de acordo com este mundo, porque este mundo é inimigo de Deus.

O sistema mundial armado por Satanás é anti-Deus. Por isso, João nos adverte em 1 Jo 2.15: “Não ameis o mundo, nem as cousas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele”. Não podemos andar de acordo com a mentalidade e os costumes deste mundo. Quando alguém do mundo olha para os verdadeiros cristãos, nota a diferença, porque, a cada dia, os crentes vão ficando mais diferentes do mundo. Esse povo não se conforma com os moldes do mundo, mas procura viver de acordo com a vontade de Deus.

Renove sua mente, ou seja, ilumine o intelecto pelo Espírito de Deus, pois a mente natural do homem não consegue entender as coisas de Deus. Diz a Bíblia, em 1 Co 2.14, “Ora, o homem natural não aceita as cousas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las porque elas se discernem espiritualmente”.

Paulo continua em 2 Co 4.6: “Porque Deus, que disse: Das trevas resplandecerá a luz, ele mesmo resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Cristo”. Vemos claramente que, sem a renovação da nossa mente, não conseguiremos entender a boa, agradável e perfeita vontade de Deus para nossas vidas. Sem que haja disposição para deixar de se conformar ao mundo e se conformar à vontade de Deus, você não renovará a sua mente.

Não esqueça que o plano de Deus para a nossa vida é bom, agradável e perfeito. Por isso, vale a pena nos submetermos à vontade de Deus. Ainda que muitas vezes possa nos parecer difícil ou não-agradável, ela é perfeita.

Quando eu era menino, estava quase sempre me machucando e me esfolando em tombos. Eu ia chorando até minha mãe e ela colocava água oxigenada no machucado e depois passava mertiolate. Era terrível, porque ardia muito. Eu não queria que ela fizesse aquilo. Mas ela dizia: “Filho, se eu não fizer isso, vai ficar pior”. Então, ela costumava usar o seguinte ditado: “o que arde, cura; o que aperta, segura”.

Um futuro que vale a pena

Muitas vezes nós estamos precisando da água oxigenada do céu para desinfetar as feridas da nossa vida, mas não queremos que Deus faça o curativo, porque sabemos que vai doer. É claro que vai doer, mas é necessário, para que sejamos restaurados.

Graças a Deus, eu não sou astrólogo nem qualquer um desses charlatões que tentam adivinhar o futuro. Mas, por meio da Bíblia, eu posso ler o futuro de todos aqueles que entregaram suas vidas nas mãos do Senhor. Se você é um deles, a primeira coisa sobre o seu futuro está em 1 Co 15.57 “Graças a Deus que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo”. Se a sua vida está nos planos de Deus, você é um vencedor. Desde já, você pode dar graças a Deus pela vitória!

Minha esposa Ana anda muito bem a cavalo. Certa vez, eu comprei uma égua para ela. Quando eu fui no sítio do homem que ia me vendê-la, ele disse que a égua era muito mansa. Meu sogro, que também é um bom cavaleiro, estava junto e se ofereceu para ir montado, enquanto nós íamos acompanhando de carro. O problema é que a égua estava acostumada a andar com os netos do seu ex-dono. Eles sempre iam com ela só até o topo de um morro e depois voltavam para o sítio deles. Quando nós chegamos ao topo desse morro, a égua quis voltar, como estava acostumada. Meu sogro teve que puxá-la pelas rédeas. Eu ia atrás dela tocando-a com uma vara e, atrás de nós, ia a Ana dirigindo o carro. Era um cortejo. A vizinhança ia para a cerca assistir o nosso desfile. Quando finalmente chegamos ao sítio do meu pai, a minha sogra gritou: Vitória! Por isso, colocamos o nome de Vitória na égua.

Muitos aceitam a Jesus, mas querem continuar levando a mesma vida de antigamente. Estou lhe trazendo o exemplo da égua porque a nossa carne é muito parecida com ela. Estávamos acostumados com aquela vidinha de ir e voltar para o mesmo lugar. Então, entregamos a vida para Jesus e mudamos de dono. Jesus não monta em nós, mas entra em nosso coração e passa a nos guiar. No entanto, quando chegamos “em cima do morro”, muitos de nós querem voltar e continuar levando a mesma vida de antes. Não querem orar, jejuar, nem obedecer à Palavra. Então, muitas vezes, Jesus tem que sair da nossa vida e ficar ali na volta, dizendo que está à porta. Mas Jesus nos ama e quer nos levar a um lugar celestial. Então, ele permite que alguém vá atrás de nós com uma vara para nos “tocar” para frente. São as provações. Não reclame delas, mas lute. Ponha a sua vida na vontade de Deus e você terá a vitória. Esse é o seu futuro. Não existe derrota para o crente. Ele é mais que vencedor.

Vale a pena se submeter à vontade de Deus, receber a “água oxigenada” e o “mertiolate” de Deus, que são o sangue de Jesus e a Palavra que nos purificam. Com certeza, o crente pode dizer “Em todas estas cousas, porém somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou” (Rm 8.37).

Vencedores ou mais que vencedores?

Há duas grandes diferenças entre um vencedor e um mais que vencedor. Vencedor é aquele que entra na batalha podendo ganhar, perder ou empatar. Ele se esforça e acaba vencendo. Mas, aquele que entra na batalha com a vitória garantida é mais que vencedor. A Bíblia está dizendo que você entra na batalha com a vitória garantida, porque esta é a vontade de Deus para a sua vida. Deus já escreveu o cheque e diz: “Olha, amor, pegue esse cheque. Vá na loja e compre o que quiser para você”. Ele é vencedor, porque apanhou, mas venceu e ganhou o cheque. Mas ela é mais que vencedora, porque não teve nenhum arranhão e acabou se beneficiando do cheque. Assim aconteceu conosco. Jesus, o campeão do céu, desceu para lutar contra o peso pesado do inferno. Satanás deu um golpe e Jesus acabou morrendo na cruz. Parecia que o inimigo tinha vencido. Mas Jesus ressuscitou e deu o último golpe no diabo. E assim se cumpriu a profecia que dizia que da semente da mulher nasceria um que esmagaria a cabeça de Satanás, mas seria ferido no calcanhar (Gn 3.15).

Então, chega Jesus, o vencedor, para a igreja, sua noiva. Ele mostra as suas mãos e pés feridos, sua fronte marcada pelos espinhos e entrega nas mãos da sua noiva o prêmio pela vitória. Ele nos garantiu os céus, a vida eterna e todo o poder que está em suas mãos: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado. Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em meu nome expelirão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Mc 16.15-18). Somos mais que vencedores.

Renuncie a sua própria vontade. Aceite a vontade de Deus, que é perfeita, para a sua vida. Você também será mais que vencedor!

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Pastor presidente da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus - Ministério Restauração, Advogado, foi Diretor Geral do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Presidente da Associação Missionária e Evangelística Heróis da Fé. Bacharel em Teologia, conferencista internacional, escritor e professor de Missiologia.

Trending