Siga-nos!

política

Biden libera uso de tecido de fetos abortados para experiências médicas

Cientistas argumentam que outros materiais seriam mais eficazes nas pesquisas do que tecidos fetais.

em

Joe Biden e papa Francisco
Joe Biden e papa Francisco (Foto: Susan Walsh/AP Photo)

O governo Biden autorizou o uso de tecido fetal humano para pesquisadores e universitários fazerem experimentos médicos, de acordo com informações do The Washington Post.

O material coletado de abortos eletivos serão manipulados para estudar possíveis doenças e tratamentos, acabando assim com as restrições impostas pelo governo Trump, que proibia o uso de partes de bebês abortados para pesquisas e também o financiamento dessas pesquisas pelos contribuintes.

A permissão veio do Instituto Nacional de Saúde (INS), que informou aos diretores científicos e clínicos que a restrição de Trump estava suspensa, logo o dinheiro federal voltaria a ser usado para a compra de tecidos fetais.

Desde 1950 o tecido fetal é usado na pesquisa biomédica, quando pesquisadores suecos desenvolveram uma vacina contra a pólio usando células fetais. Já em 1980 os cientistas desenvolveram camundongos com sistema imunológico deficiente e transplantavam tecidos fetais para pesquisas.

Críticas à decisão

Tony Perkins, o presidente do Conselho de Pesquisa da Família, disse em um comunicado que essa decisão vai fazer com que o dinheiro dos cidadãos seja usado para experimentos bárbaros financiando o uso de tecidos abortados, sem escolherem alternativas mais éticas e eficazes.

Tara Sander Lee, pesquisadora sênior e diretora de ciências da vida do Instituto Charlotte Lozier, também criticou a ação ao The New York Times: “Essa decisão de retomar os experimentos usando partes do corpo de crianças abortadas desafia tanto a melhor ética quanto a ciência mais promissora”.

“Explorar os corpos desses pequenos seres humanos é desnecessário e grotesco. Existem alternativas superiores e éticas disponíveis”, acrescentou ela.

Alguns cientistas argumentam que as células-tronco adultas são mais eficazes nas pesquisas do que o tecido fetal, além do grupo de células cultivadas artificialmente conhecidas como organóides e outros materiais que não vem dos bebês abortados.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending