Siga-nos!

opinião

Reflexões de um “Calviniano”

A controvérsia entre Calvinismo e Arminianismo é um desserviço para o Evangelho.

Armando Taranto Neto

em

Ovelha observando
Ovelha observando (Foto: Skitterphoto/Pexels)

Se existe uma discussão que eu, com todo o respeito ao contraditório, acho um desserviço ao Evangelho de Jesus, é a controvérsia entre Calvinismo e Arminianismo.

Não quero entrar em definições profundas de ambas as confissões, pois a web está repleta delas. Apenas gostaria de deixar minha humilde e insignificante manifestação sobre o quão “INÙTIL” percebo a disputa.

Calvinistas defendem a depravação total do ser humano e acusam os Arminianos de pregarem a depravação parcial. Ora, é como se pudesse existir diferença entre ser “morto e meio morto”, ambos estão, se não sem vida, em vias de. O Arminiano é acusado de ser quase totalmente “podre” e o Calvinista aceita sê-lo por completo.

É formidável o texto de João 3.17 “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele”. A perícope é clara que Jesus não veio para “julgar ou condenar” o mundo, sabe por que? Porque o mundo “Já estava condenado”, tanto Calvinistas como Arminianos, os pobres ateus e os idólatras. A humanidade estava perdida, não parcialmente, mas totalmente. Era impossível ao homem reconciliar-se com Deus, Arminianos e Calvinistas sabem disso.

Entretanto Deus não trata com seres autômatos, mas com criaturas concebidas segundo a Sua imagem e semelhança que sabem e compreendem as consequências de permanecerem depravados ou putrefatos. É aqui que meu lado Arminiano se destaca, pois sim, eu decidi romper com a morte e me voltar para as benevolentes e Graciosas mãos do Eterno que se estenderam para mim.

Como um Reformado Calvinista e Arminiano (Calviniano) convicto entendi que:

  • Somente a Fé em Cristo pode me Justificar;
  • Somente as Santas Escrituras são a regra de Fé e prática para se obter a salvação;
  • Somente Jesus Cristo é o agente de ligação que nos torna propícios ao Pai;
  • Somente a Inexplicável Graça, um atributo Divino personificada no Cordeiro de Deus (em sua encarnação), que é aplicada pelo Espírito Santo ao coração do pecador convencendo-o, o salva e
  • Somente a Glória de Deus deve ser o objetivo primeiro da busca de todos os homens de boa vontade, pois para isso fomos criados.

Sou Arminiano quando entendo que devo me conservar puro, santo e buscar uma vida de justiça permanecendo fiel até o fim, porém me “Calvinifico” quando percebo que não sou salvo porque “permaneço” no caminho da salvação, mas “permaneço” no Caminho porque Sou Salvo: “Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus” (1 João 5.13).

“Também sabemos que o Filho de Deus é vindo e nos tem dado entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho, Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.” (1 João 5.20)

Salvação não é temporal, mas essencial: “Quem crê no Filho tem a vida eterna; aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus permanece sobre ele” (João 3.36).

Sou Arminiano com relação à possibilidade de o homem, morto em seus pecados e delitos, ousar escolher viver na “podridão existencial” a vir para os amorosos braços do Pai, por outro lado sou Calvinista quando não acredito que um ser humano possa rejeitar a “Irresistível Graça” de Deus, que nos presenteou com Seu Único Filho para nos resgatar do lago de fogo e enxofre, isto não tem preço e todos serão indesculpáveis diante de Deus.

Considero ainda este embate confessional sem propósito, de fazer “Decair da Graça”, porque ele só se dá entre aqueles que já tiveram um encontro com o Senhor, entre os salvos. Aos perdidos que não conhecem o Evangelho, em sua grande maioria, ignoram Armínio e Calvino.

A pergunta que se faz é a seguinte: “Que diferença fará, após estarmos nos caminhos do Senhor, saber se:
Sou salvo porque “fui escolhido” ou se Sou salvo porque eu escolhi?” Seria como perguntar a um naufrago se ele salvara a sua vida porque alguém o resgatara e o colocara no bote salva vidas ou se conseguiu estender a mão e alguém o puxara para dentro da embarcação. Não faz diferença alguma, após estarem a salvo a Graça se faz presente da mesma forma.

Não me queiram mal amados Calvinistas e Arminianos, tenham “Dort” de mim, somos todos membros do Corpo de Cristo e o momento urge nossa união em torno do Reino e não de nossas convicções Confessionais. Contem comigo.
Sou Arminiano porque aprendi que a Igreja está Predestinada a ser Eleita e Salva e eu, como membro da Noiva do Cordeiro, sou predestinado e Eleito.

Sou Calvinista porque entendo que fui escolhido, em Graça, para ser um “escolhido”.

Meu nome é Armando Taranto Neto, eu sou Calviniano Bíblico, da Redenção Universal.

Ah! Aproveitando a oportunidade, se hoje te decidires por Cristo Jesus venha, “AINDA HÁ LUGAR PARA TODOS”. Que Deus nos abençoe.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Graduado em Teologia. Pós-graduado em Teologia Bíblica. Mestre em Sociologia da Religião. Doutorando em Teologia.

Trending