Siga-nos!

Igreja Perseguida

Irã liberta cristãos presos por sua fé

O país tem dezenas de líderes cristãos presos por se reunirem em casa para cultuar a Deus.

Portas Abertas

em

Amim Khaki. (Foto: Portas Abertas)

A comunidade cristã no Irã está em festa após a libertação definitiva de Amim Khaki. Desde o dia 2 de março, Amim já estava fora da prisão, sob fiança, devido a Covid-19.

“Ele estava em sua casa, quando recebeu uma ligação das autoridades iranianas dizendo que não precisava regressar à prisão, pois sua pena foi revogada e ele estava definitivamente livre”, conta um colaborador da Portas Abertas que atua no país.

Amim foi preso em 2017, junto com outros 4 cristãos, quando agentes da polícia iraniana invadiram sua casa em Rasht. Numa audiência, em março de 2019, ele foi condenado a catorze meses de prisão por “propaganda contra o regime e estabelecimento de igrejas domésticas”.

Os outros cristãos, presos com ele, foram sentenciados a quatro meses de prisão por “propaganda contra o governo”. Eles foram libertados em outubro do mesmo ano, quando a sentença foi cumprida.

Amim seguiu preso até março deste ano, quando pagou uma fiança de 50 milhões de tomans (cerca de 15 mil reais), pago em caução. Após sua libertação definitiva, ele espera reaver a caução que pagou na ocasião da Covid-19.

Outro cristão que também foi libertado definitivamente, após um período de liberação pelo Covid-19 e pagamento de caução foi Rokhsarem Ghanbari que também cumpria sentença por “propaganda contra o sistema”.

A comunidade cristã do Irã está muito feliz com a libertação destes dois irmãos, líderes de igrejas domésticas, mas ainda aguardam a libertação de outros tantos líderes presos por esses mesmos motivos.

Ore pelo Irã

Apesar de estarem em festa pela libertação de Roksharem e Amim, a família pede orações para que eles possam reaver as quantias pagas em caução para a libertação em decorrência do Covid-19.

Outra preocupação é que esses líderes possam se restabelecer emocional e espiritualmente e retomar sua vida e atividades normais, que vinham fazendo antes de suas prisões.

Os outros cristãos, que continuam em prisões no Irã, estão expostos à infecção do coronavírus. Ore para que eles sejam protegidos por Deus e possam testemunhar do amor e cuidado do Pai durante este tempo. Ore também para que, se for da vontade de Deus, que eles também sejam libertados.

O Irã é o 9º país na Lista Mundial da Perseguição 2020, que classifica os países que mais perseguem cristãos no mundo. O cristianismo no país é composto basicamente por igrejas domésticas e seus líderes são, em sua maioria, presos por motivos torpes, como propaganda contra o sistema ou estabelecimento de igrejas domésticas. Neste tempo de isolamento social em que vive o Irã, ore para que esses irmãos não desfaleçam em sua fé e permaneçam firmes em seguir a Jesus.

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trending