Siga-nos!

sociedade

Igreja Católica precisa passar por limpeza, diz Mel Gibson

Diretor deu sua opinião sobre os escândalos da igreja nos últimos anos.

em

Mel Gibson
Mel Gibson (Foto: Reprodução/YouTube)

De acordo com o ator católico Mel Gibson, que estará estrelando o filme baseado na fé “Father Stu” como protagonista ao lado do também católico Mark Wahlberg, após anos de escândalos, a igreja católica precisaria voltar ao “básico”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Gibson afirma que a Igreja Católica poderia fazer uma “limpeza doméstica” em vista dos sucessivos escândalos em torno da corrupção e abuso sexual. O ator, que dirigiu “A Paixão de Cristo” em 2004, disse que queria que “Padre Stu” mostrasse que havia um lado bom da Igreja também.

Gibson disse que é lamentável todas as coisas que se passaram, e afirma que assim como qualquer instituição, a igreja é capaz de ser corrupta, no entanto, ele acredita que a instituição não é a culpada.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Eu acho que é um monte de pessoas que entram. As instituições são tão boas ou tão ruins quanto as pessoas nelas, executando-as. Está passando por um momento difícil agora e minha pergunta é: quem está contratando os bispos? Não acho que seja Jesus. É o Papa Francisco? Quem está contratando Francis? É Pachamama?”, disse.

De acordo com Christian Today, o ator ainda concluiu que acredita que a igreja vai precisar de uma limpeza para  ajudar a melhorar sua posição, e a mesma terá que voltar a algum tipo de equilíbrio no futuro.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending