Siga-nos!

Internacional

Benny Hinn e Joyce Meyer fazem reformas financeiras para prestar contas ao Senado americano

A investigação surgiu depois que um senador percebeu que os pastores levavam uma vida luxuosa, mas possuem isenção fiscal

Avatar

em

De acordo com o senador Charles Grassley, de Iowa, Estados Unidos os pastores Benny Hinn e Joyce Meyer estão fazendo reformas internas para colocarem suas finanças em ordem, pois estão na mira da justiça americana.

O representante do governo chegou a dizer que o grupo Joyce Meyer Ministries está chegando ao final da organização interna depois de uma investigação feita pelo Congresso em suas finanças. O tamanho dessa reforma não foi dito pelo senador.

Já o porta-voz da autora de “Eu e minha Boca Grande” disse que os detalhes sobre esse assunto estão sendo desenvolvidos. Ao que parece a ação financeira acontece quase um ano depois de Grassley, o republicano no Comitê Financeiro do Senado, iniciou uma investigação em seis ministérios.

O senador começou essa investigação depois de questionar o porque os pregadores vivem estilos de vida luxuosos enquanto suas igrejas atuam com isenção de impostos. Como é o Comitê de Finanças que supervisiona as leis fiscais e o Imposto de Renda, ele quis acompanhar essas igrejas de perto.

O senador disse que o ministério de Joyce Meyer e também o representante do Benny Hinn’s World Healing Center Church, localizada no Texas, foram bem cooperativos com as investigações e se mostraram dispostos a resolver as preocupações internas sobre suas operações financeiras.

De acordo com o senador, os dois ministérios participaram de um “diálogo aberto e sincero” com o pessoal da comissão. “Tanto Joyce Meyer e Benny Hinn indicaram que eles estão fazendo para reformar a instituição sem esperar que a comissão para completar sua revisão”, disse Grassley.

Por outro lado os outros quatro ministérios têm s recusado a cooperar fornecendo informações incompletas. Entre eles estão : Randy e Paula White de “Without Walls International Church”, Eddie Long de “New Birth Missionary Baptist Church”, Kenneth e Gloria Copeland de Kenneth Copeland Ministries, Creflo e Taffi Dollar de World Changers Church International.

A Comissão do senado encontrou cerca de 100 entidades ligadas a essas seis igrejas e seus respectivos ministros, mas ainda não está claro se essas entidades tem ou não fins lucrativos ou se fornecem de alguma forma lucros para esses ministérios.

Funcionários de Grassley também trabalham com a ideia de que alguns ministros estão ameaçando seus funcionários, dizendo que eles possuem acordos de confidencialidade e se passarem essas informações serão processados por descumprirem essa cláusula do contrato de serviço. O nome desses ministros não foram revelados, pois a investigação ainda está sendo realizada.

Publicidade