Siga-nos!

igreja

As pessoas nascem gays? Escritor responde

Autor de vários livros fala sobre a homossexualidade dentro das igrejas.

Avatar

em

David Kyle Foster
David Kyle Foster (Foto: Reprodução/Facebook)

O escritor David Kyle Foster conta sobre sua experiência com a homossexualidade e afirma que a ciência não comprova a teoria das pessoas de que alguém possa nascem gay, mas ao contrário. Ele descreve contribuições externas para que alguém se torne confuso sexualmente.

Kyle diz que apesar do mundo querer que acreditamos que as pessoas já nascem gays, existem vários fatores primários e secundários que fazem com que uma pessoa fique confusa sobre a homossexualidade.

O autor aponta para as igrejas que acreditam que o comportamento homossexual é natural, sagrado e saudável, ele nomeia de “Igreja de Judas”, além de condenar “teólogos homossexuais” que pregam sobre essa falsa doutrina, contrariando a Bíblia

Ele cita Gênesis 19; Levítico 18:22; 20:13; Romanos 1:26-27; 1 Coríntios6:9-11 e 1 Timóteo 1:10, que fala sobre o pecado da homossexualidade e afirma que como qualquer outro pecado pode ser perdoado caso haja arrependimento.

O escritor afirma que existem inúmeros fatores que quando combinados confundem o desejo sobre a heterossexualidade de forma natural, interagindo com a personalidade de cada pessoa e criando uma combinação única, tornando as questões diferentes de pessoa para pessoa.

Dentre os fatores primários, Kyle destaca as falhas de se relacionar emocionalmente com um dos pais do mesmo sexo, abuso sexual por qualquer sexo, a nossa natureza pecaminosa, uma ou mais experiências com uma pessoa do sexo oposto, produzindo ódio desse gênero.

Dos fatores contribuintes para os primários, ele destaca vários, como uma visão negativa de Deus por causa de uma experiência ou mais, um temperamento sensível demais, busca pela própria identidade ou satisfação, vivendo em um estado de inveja, maldição e traços negativos familiar.

Além do orgulho espiritual, decepção de um dos pais por não ter nascido do sexo oposto, combinação de uma mãe sufocante emocionalmente e um pai fraco ou distante, pressão da mídia, ódio de si mesmo, assistir pornografia homossexual, solidão e depressão, fortalezas demoníacas, entre outros.

Kyle comenta que no seu caso, muitos dos fatores, tanto primários como secundários, influenciaram a sua identidade sexual, e ele afirma ser muito mais complicado do que ser gay ou hétero. Para falar do assunto ele lançou quatro partes detalhadas de um podcast, de acordo com o God Reports.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending