Siga-nos!

Opinião

As bases que sustentam a ética cristã

A ética cristã também se torna coextensiva à cultura judaico-cristã.

Abner Ferreira

em

Bíblia (Foto: Aaron Burden/Unsplash)

Sendo a ética uma ciência relacionada ao comportamento humano, principalmente quanto às normas sob as quais um grupo social vive, podemos dizer que a ética cristã consiste nas práticas estabelecidas pelo Cristianismo.

Portanto, trata-se de um sistema estabelecido no divino, ou naquilo que os cristãos veem como sagrado, mais especificamente pelo que está estabelecido nas Escrituras do Antigo e do Novo Testamento.

Esses escritos são de inspiração divina, revelando a vontade de Deus para com a humanidade. Como está escrito: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ministrar a verdade, para repreender o mal, para corrigir os erros e para ensinar a maneira certa de viver” (2 Timóteo 3.16).

Neste sentido, a ética cristã tem sua razão de ser fundamentada na busca por decisões que estejam de acordo com a vontade de Deus. Ou seja, ela leva o ser humano a um caminho de crescimento espiritual, tendo atitudes corretas em suas decisões, conforme apontamos no artigo anterior.

As bases que sustentam essas atitudes, que formam a moral, os valores e o caráter de um verdadeiro cristão, estão resumidas em uma declaração de Jesus Cristo, que disse: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento… e amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mateus 22.37 e 39).

A ética cristã também se torna coextensiva à cultura judaico-cristã, por herança israelense na Antiga Aliança e integrada com os ensinos doutrinários do Cristianismo, que rompe com os valores seculares, formando nova cultura.

Como já foi dito anteriormente, quando rememorei o princípio ético do Cristianismo, a ética cristã tem como visão o fato de que devemos ser exemplo para este mundo perdido, tendo um comportamento digno.

Quanto às bases que sustentam a ética cristã, ela está fundamentada na Palavra de Deus, como já foi dito, e toma como modelo a ética divina, bem como aquilo que o Senhor estabelece como Lei no Decálogo (os Dez Mandamentos).

Como Deus revela em Sua Palavra atributos morais, estes irrepreensíveis, são eles também que servem de base para a ética cristã. A Justiça de Deus, Sua santidade, fidelidade, entre tantos outros, fazem parte deste sustentáculo.

Esse caráter moral de Deus, descrito na Bíblia Sagrada, é compartilhado com o homem na criação, quando a humanidade foi feita imagem e semelhança do Senhor, que fora destruída parcialmente pelo pecado.

Ainda assim, o Senhor requer que sejamos santos, como está escrito “Sede santos porque eu sou santo” (Levíticos 19.2; 20.26). Esse desejo de Deus, para que vivamos de forma íntegra, está expresso nas 613 Leis mosaicas.

Tais leis listadas no Antigo Testamento e que formam a base da cultura judaica, estão divididas em três grupos, que são: cerimoniais, civis e morais. Elas apontam para nossa relação com Deus e com o próximo.

Profetas e sábios do Antigo Testamento também contribuíram para a formação da visão ética do comportamento cristão. Assim como no Novo Testamento a contribuição parte dos apóstolos.

Jesus Cristo, porém, é o que mais nos ilumina com a sua visão sobre o comportamento do cristão, principalmente quanto à formação de uma cultura para o “Reino de Deus”. Cristo é quem melhor demonstra as bases éticas do Cristianismo.

Cristão, advogado, esposo, escritor, discípulo e Presidente da Assembleia de Deus em Madureira.

  • Estudos Bíblicos 1 dia atrás

    Especialista em pregação bíblica ensina elaborar sermões impactantes em 30 dias