Siga-nos!

vida cristã

Pais usam a fé para levar “cura” para cidade em meio ao aumento da violência

Aumento da violência em Chicago causa maior número de mortes já visto no último século.

em

Marcha contra a violência em Chicago
Marcha contra a violência em Chicago (Foto: Annie Rice/AP)

De acordo com dados recentemente divulgados do Cook County Medical Examiner’s Office, o ano de 2021 foi o ano mais violento que Chicago, Estados Unidos, experienciou desde o começo do século XXI, com 820 homicídios registrados na cidade, o maior número de homicídios desde 1995.

“Todos sabemos que este foi um ano desafiador aqui na cidade de Chicago. Muitas famílias estão se recuperando da perda de entes queridos devido à violência armada sem sentido. Muitos moradores estão lidando com os efeitos dessa onda de trauma devido ao crime em nossa comunidade”, disse o superintendente da polícia David Brown.

Em novembro, o Gabinete do Legista do Condado de Cook emitiu um relatório confirmando que o número de homicídios no condado havia passado de 1.000 até o Dia de Ação de Graças, marcando o maior número de assassinatos no condado desde 1994, quando foram registrados 1.141 homicídios.

“Em um certo ponto, como as mães podem estar de luto e as famílias estão de luto, os pais estão de luto semana após semana? Este é o verdadeiro desafio que estamos tendo, e o impacto emocional em nós é simplesmente inacreditável”, disse o pastor Isaac Paintsil, chefe dos Ministérios do Oásis de Cristo, uma congregação de Chicago.

Sylvia Bennett-Stone, diretora executiva do Voices of Black Mothers United, uma organização que busca curar comunidades cheias de crimes, cuja filha foi morta em um fogo cruzado em 2004, disse que a organização estava no processo de criar um novo capítulo em Chicago.

Segundo The Christian Post, a organização é supervisionada por mães negras e líderes comunitários, e é apoiada pelo Woodson Center, uma organização sem fins lucrativos que se concentra em melhorar bairros de baixa renda. Segundo Bennett-Stone, as casas de culto têm um papel a desempenhar no combate à violência, enfatizando que “precisam sair das paredes”.

“Perdemos filhos para a violência, mas também somos mães que estão curadas. E acreditamos, acreditamos totalmente que se as mães se curam, então as famílias se curam. E se a família se cura, então a comunidade se cura”, afirmou.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending