Siga-nos!

igreja

Casal americano de surdos plantou igreja a África

A igreja é a única do tipo na Gâmbia, assim como em muitos países da África.

Michael Caceres

em

Missionários surdos na África
Missionários surdos na África (Foto: Reprodução/The Gambia Deaf Church)

Elizabeth Smith, de 34 anos, e seu marido Josiah, de 36, estão implantando uma igreja para surdos. Ambos têm deficiência auditiva, a igreja fica nos arredores da capital Banjul. A igreja é a única do tipo na Gâmbia, e também em muitos dos países vizinhos da África ocidental.

Eles começaram a se aventurar de missionários desde fevereiro de 2017, hoje a igreja para surdos serve de refúgios para muitos gambianos que necessitam de aceitação e amor. O casal diz que para ser missionários o fato de não ouvir não é um desafio insuperável.

O casal enfrenta vários desafios. “Morar no exterior não é para todos. Isso estende você e o separa de maneiras que você nunca imaginou. Definitivamente, ser surdo apresenta muitos desafios. Há momentos em que precisamos nos comunicar e muitos não sabem ler ou escrever em inglês”.

Elizabeth afirma que o foco principal deles é a comunidade surda. Eles usam uma Bíblia de Ação ilustrada para mostrar histórias e verdades bíblicas para as pessoas. Ela afirma que muitas pessoas, embora analfabetas estão abertas para se comunicar sobre a palavra de Deus.

Ela contou em uma entrevista por e-mail ao God Reports que quando eles conversam com os muçulmanos ouvintes, eles acham estranho porque louvam a Deus por serem surdos, pois geralmente eles acreditam que quando alguém tem alguma deficiência está cheio de pecado, por isso Deus os fez surdos.

Tanto Elisabeth, como Josiah foram criados no Arizona, mas eles se conheceram em Washington D.C., quando trabalharam para Jovens com uma Missão. De 2011-2013 Elisabeth foi missionária independente em uma instituição de ensino superior com o trabalho voltado para alunos surdos.

Eles se casaram em 2015, logo, sentiram que Deus os chamava para África. Assim como a língua falada, a língua de sinais também difere de país para país, os dois ainda estão aprendendo a linguagem de sinais da Gâmbia.

Os dois têm dois filhos, as duas crianças também são surdas. Ela Voltou em 2018 para Washington quando foi dar à luz ao segundo filho, logo no verão os quatro já estavam de volta à Gâmbia, com a orientação de Deus. Os cultos se iniciaram logo que voltaram em sua casa, mas não queriam continuar lá.

Segundo informou o God Reports, eles conseguiram alugar um espaço, mas assim que conseguiram chegou a covid-19. Agora esperam ansiosos para recomeçar. O pequeno lugar possui uma creche e um palco com TC para exibir imagens de Datashow durante os cultos.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending