Siga-nos!

Igreja Perseguida

Bombas no culto da Páscoa

Em um momento de festa pela ressurreição de Jesus, cristãos do Sri Lanka viram a morte. Em 2019, os ataques a igrejas no país fizeram 259 mortos e 500 feridos

Portas Abertas

em

Após um mês de UTI e 5 meses no hospital, Eliza (6 anos) se recupera de queimaduras e reaprende a andar após perder a visão nos atentados de Páscoa de 2019 no Sri Lanka

Era uma manhã festiva como outra de domingo de Páscoa. Os cultos matutinos e as escolas dominicais estavam cheias. Crianças e adultos ouviam que Jesus ressuscitou. Ouvia-se em todo lugar, dito por todo cristão, que verdadeiramente Ele (Jesus) vive.

Ninguém, porém, podia imaginar o que viria logo a seguir. Os cultos festivos foram interrompidos pelo extremismo religioso que levou à violência e morte de mais de 250 pessoas e deixou 500 feridos. O ataque simultâneo de homens-bomba atingiu 3 igrejas cristãs e 3 hotéis em diferentes localidades.

Nos últimos anos, a Páscoa – uma das datas mais importante no calendário cristão – tem sido o principal alvo de grupos extremistas que atacam, torturam e matam em vários países e regiões do mundo. Na mesma data dos ataques no Sri Lanka, 13 cristãos perderam a vida ao serem atropelados durante as comemorações na Nigéria. Em 2018, ao menos 7 mulheres e meninas cristãs foram sequestradas no Egito, e na Índia, três pastores foram violentamente atacados.

Em todos esses países e comunidades, a Portas Abertas esteve – e continua – presente, visitando as famílias, levando encorajamento, consolo e auxiliando com ajuda socioeconômica, emocional e espiritual.

Esperança em meio à tribulação

A principal mensagem que os cristãos perseguidos no Sri Lanka levam ao mundo é a esperança. Mesmo em meio à dor, perda e desespero, os cristãos confiam na presença poderosa de Deus. “Quando você é cristão, passará por tribulações. Minha grande esperança é vê-los novamente”, afirma Kalviya*, cristã sobrevivente dos ataques, mas que perdeu o irmão e amigos nos atentados.

Esta também é a esperança da pequena Eliza*, atingida pela bomba em uma das igrejas, a menina passou o seu aniversário de 6 anos na UTI. Por causa dos estilhaços, um dos olhos dela teve de ser retirado. Os médicos tentaram, sem sucesso, salvar o outro. Cinco meses no hospital, Eliza voltou para casa. Ela sobreviveu, mas quatro outros parentes morreram: um primo que morreu no local, e um dos tios morreu uma semana depois no hospital. Ela também perdeu seus pais que estavam na mesma igreja que ela naquela manhã.

A esperança de Eliza, que hoje se recupera das queimaduras e está reaprendendo a viver sem a visão, é a de centenas de vítimas e parentes de cristãos mortos no Sri Lanka. Ela conta que sua história favorita na Bíblia é de Adão e Eva que pecaram, mas que Jesus veio para salvar todo mundo. “E quando ele vem tem vitória sobre o inimigo, que é derrotado. Jesus virá novamente e estou ansiosa por isso! Ele abrirá meus olhos e verei minha família de novo”, comemora a pequena.

Você pode ser um com eles

A Portas Abertas lançou a Campanha #UmComEles, que ajuda os cristãos do Sri Lanka a continuar firmes e esperançosos em Jesus. Com ações de oração, doação e encorajamento, você pode alcançar o coração dos irmãos cingaleses. Acesse o site e veja como.

*Nomes alterados por motivos de segurança

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trending