Siga-nos!

política

A falsa argumentação sobre aumento de impostos na Folha de S. Paulo

As ditaduras comunistas eram “repúblicas populares”… Aumento de impostos é aumento de impostos.

em

Dinheiro
Dinheiro (Foto: Joel Fotos/Pixabay)

“Das palavras, as mais simples. Das mais simples, as mais curtas.”  (Winston Churchill)

O mundo sem palavras seria o caos, pois as palavras são recipientes para ideias e moldam a maneira como pensamos.

Quem não entende a importância das palavras, acaba sendo enganado por aqueles que são mestres no uso de eufemismos e usam palavras suaves para vender uma inverdade.

Portanto, a linguagem, quando usada de forma maliciosa pode corromper o pensamento. E com o controle da linguagem, você controla o argumento.

É o caso do artigo “Privilégios”, de Marcos Lisboa, presidente do Insper e publicado ontem (9/1) na Folha de São Paulo. O descalabro agora é que aumentar impostos é “reduzir benefícios tributários”.

Sim, o artigo tenta mascarar um aumento de impostos sobre a agricultura paulista como uma retirada de privilégios do campo. Nada mais falso.

Em primeiro lugar, o agro de SP não possui nenhum privilégio em relação aos seus concorrentes internacionais.

A aplicação de taxas reduzidas na tributação do campo é uma regra aplicada universalmente, mesmo em países de renda elevada. Já no Brasil, ao contrário, temos uma das agriculturas mais tributadas em todo o mundo.

Mais ainda, não temos o “privilégio” de sermos subsidiados como são os produtores destes países ricos. Como exemplo, a agricultura é o maior item do orçamento central da União Europeia, representando mais de 40% das suas despesas e se tornando um dos maiores programas de subsídios do mundo.

Aqui, quando se tributa até um insumo para o plantio, você está pagando impostos sobre a intenção de produzir!

Por fim, para o articulista a reforma que o Brasil tanto precisa não virá da redução da máquina pública, esta sim um ninho de privilégios incontáveis, mas do aumento de impostos travestidos no linguajar escorregadio da retirada de benefícios.

É preciso denunciar este tipo de ativismo.

Um país perde o rumo quando as palavras da sua língua perdem o sentido. As ditaduras comunistas eram “repúblicas populares”… Aumento de impostos é aumento de impostos.

E pior, neste caso, não é sobre os produtores rurais, é imposto sobre a comida. Isto, é obvio, não afeta os “privilegiados”, mas principalmente os mais pobres.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Ex-ministro da Agricultura, veterinário e empresário.

Trending