Siga-nos!

Política

Xuxa fala sobre polêmico filme e comenta declaração do pastor Eurico: “achei feio”

Ela defendeu a Lei da Palmada e incentivou os telespectadores a denunciarem casos de violência pelo Disk100

em

A apresentadora Xuxa Meneghel comentou sobre as declarações do deputado Pastor Eurico dizendo que a atitude do parlamentar foi “feia”.

Ela participava de uma sessão sobre a discussão da Lei da Palmada, hoje aprovada e chamada de Lei Menino Bernardo, quando o deputado do PSB-PE afirmou que a pior agressão contra criança Xuxa havia cometido ao contracenar um filme erótico com um garoto de 12 anos.

Pastor Eurico se referia ao filme “Amor Estranho Amor”, uma fase da carreira que Xuxa não gosta de comentar. Mas neste sábado (7), durante sua participação no programa “Altas Horas”, a Rainha dos Baixinhos resolveu falar sobre o caso e se defender.

“Tem gente que fala do filme que fiz, mas uma coisa não tem nada a ver com a outra. Eu tinha 18 anos e fazia uma menina de 15. Se quiserem comparar o filme, que tem eu beijando o menino, comparem com a cena de um pai de 40 anos batendo em uma filha de 02 anos e vejam o que é mais vergonhoso, então vamos ser justos”, disse.

A apresentadora da Globo é a favor da Lei Menino Bernardo e desaprovou a forma como o deputado se referiu a ela. “Acho isso muito feio. Ele pode não gostar de mim, mas agora ele não pode usar violência contra criança, porque é lei”, declarou.

Defendendo seu posicionamento, Xuxa afirmou que os brasileiros terão que mudar o hábito para evitar as punições previstas na nova lei que deve ser sancionada pela presidente Dilma.

Xuxa também pediu para que as pessoas denunciem pelo Disk100 quando virem casos de agressão a crianças e tenta explicar o projeto que não deixa claro quais são os tipos de agressão proibidas. “O que está escrito é que não pode usar nenhum tipo de violência ou castigo físico que gere dor e sofrimento na criança”.

Publicidade