Siga-nos!

Opinião

Você está no centro do coração de Jesus?

O evangelho pode promover autoajuda num dado momento, porém jamais será essencialmente uma mensagem de autoajuda.

Maycson Rodrigues

em

Coraçãozinho com as mãos. (Photo by Chang Duong on Unsplash)
Publicidade

Um pastor ter milhões de seguidores no Instagram e no YouTube não é nada absurdo. Pelo contrário, as plataformas digitais são um campo vasto para a evangelização e promoção de um bom conteúdo teológico – e o mundo precisa consumir a mensagem vitoriosa da redenção no evangelho, bem como o saber de Deus na Escritura sendo explanado com clareza e graça.

A questão não é um pastor em si, menos ainda seu ministério. A questão é somente o conteúdo do que se publica – seja quem for.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

Pense nisso. Se fosse um pastor ou um pregador da internet, que tipo de mensagem pregaria? Aquela que faria os corações se ferirem pela Palavra ou a que massagearia seus egos?

Eu quero que você entenda que não basta produzir algo belo e emocionante para que as pessoas venham à fé. Se você não anuncia Cristo para a glória de Deus, talvez você esteja fazendo e entendendo errado esse negócio de pregar o evangelho.

Sinceramente, um pastor disse de forma cabal (e essa fala está ainda em seu Instagram): “Jesus é o centro do evangelho, mas o centro de Jesus é VOCÊ!”. Isto é grave e triste, meus irmãos.

Não escrevo com prazer. Muito menos com alegria. É de se chorar quando vemos alguém que pode estar até bem intencionado, mas que, talvez, para “ganhar a todos”, esteja ajudando muitos a permanecerem no engano.

Continua depois da Publicidade

Um pastor que prega um evangelho de “autoajuda” pode estar atraindo os ouvintes para si, porém não para Cristo. E isso porque a graça do evangelho não é barata, sem cruz, mas é preciosa, justamente porque mostra que Jesus veio para nos revelar o Pai e seu amor.

Entenda isto: Deus está no centro do coração de Jesus e Jesus está no centro do coração de Deus. A glória de Pai é o fim último da missão do Filho, bem como é o fim último da missão da Igreja (Fp 2.5-11). Não é sobre mim ou sobre você: TUDO É SOBRE JESUS!

O Filho veio para, sobretudo, glorificar o Pai. O Pai enviou seu Filho para que sua glória fosse vista e manifesta entre os pecadores. Não há beleza fora da realidade do Deus Triúno. Por causa do Seu santíssimo nome é que Ele regenerou seu povo (Ez 36.22), e Ele o fez para sua própria glória e louvor (Rm 11.36).

Continua depois da Publicidade

É importante dizer que ninguém é forjado nas bajulações, e é uma expressão de grandeza reconhecer um equívoco e demonstrar que não mais continuará a pregar mensagens antropocêntricas no púlpito de Deus.

O evangelho da autoajuda não salva, apenas distrai. Não forma discípulos, mas somente consumidores e “fãs”. Caros pastores coach, com todo carinho e respeito, digo-lhes que sei que vocês muitas vezes querem mostrar algo verdadeiro e real, que é o amor de Deus por nós em Cristo Jesus e o quão somos valiosos para Ele; contudo, é importante que vocês saibam que a glória de Deus é muito mais importante para Deus do que sua maior criação que é o ser humano.

Não se trata de coisas excludentes. Apenas que o coração de Jesus não é preenchido por nós da mesma forma que é preenchido pela glória de Deus. Jesus ama muito mais a glória do Pai do que a nós; porém, o seu amor por nós é sim algo sui generis; inefável e constrangedor.

É preciso finalizar com este contraponto: Deus ama a sua glória. E ele não a divide com ninguém. O louvor, principalmente do seu povo redimido, deve ser dado somente a Ele.

Continua depois da Publicidade

Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura. (Isaías 42.8)

Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. (Romanos 11.36)

Publicidade

Casado com Ana Talita, seminarista e colunista no site Gospel Prime. É pregador do evangelho, palestrante para família e casais, compositor, escritor, músico, serve no ministério dos adolescentes e dos homens da Betânia Igreja Batista (Sulacap - RJ) e no ministério paraeclesiástico chamado Entre Jovens. Em 2016, publicou um livro intitulado “Aos maridos: princípios do casamento para quem deseja ouvir”.

Publicidade