Siga-nos!

Entretenimento

Vocalista da “Antidemon” fala sobre preconceito vivido no meio cristão

Batista conta que grupo de “religiosos” orou e repreendeu os músicos durante um show

Publicado

em

Pastor Antonio Batista


A banda brasileira cristã de grindcore e death metal “Antidemon”, atuante desde 1994, se tornou conhecida por seu primeiro álbum chamado Demonocídio. O vocalista da banda, conhecido simplesmente como Batista disse que já enfrentou muito preconceito do público cristão.

Nascido em lar evangélico e sem ter “nada a ver com estilos pesados de rock in roll”, Batista conta que foi nesse meio que ele viu pessoas sendo transformadas, curadas, abandonando vícios e sendo libertas.

“Deus já me fez ver muitos milagres. Fazemos muito barulho sim, mas é para agradecer e testemunhar”, conta. A banda lançou em 2012, o álbum intitulado Apocalypsenow e o DVD The Mission. Além disso, participou da coletânea Refúgio do Rock.

“Nossas letras falam muito de batalha espiritual, do confronto entre o céu e o inferno. Tudo é sobre o poder de Deus estabelecendo força e soberania. É disso o que trata os nossos quatro discos e será assim no próximo”, revela.

“Já passamos por situações onde pessoas religiosas estavam ali orando e repreendendo. Era uma manifestação contra o nosso trabalho”, lembra. “Sabemos que estamos fazendo o que Deus nos chamou para fazer. Em cada evento, eu subo no palco para contar o que Deus já fez acontecer nesses 25 anos. O Evangelho é uma loucura”, conclui.

Assista!



Publicidade
Publicidade