Siga-nos!

Mundo Cristão

Apresentadora da Rede Super conta como se libertou do lesbianismo

Priscila Coelho também foi viciada em drogas antes de sua conversão

Avatar

em

Publicidade

Em entrevista ao programa Balaio, a apresentadora do programa “Amplificador” da Rede Super, Priscila Coelho, relembrou de momentos complicados de sua vida, como quando ela sofreu abuso e até quando passou a se relacionar com outras mulheres.

Priscila nasceu em berço evangélico, filha de pastor ela foi criada por seus avós e ainda aos cinco anos de idade foi abusada sexualmente e passou a conviver com o sexo.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

“Eu tenho 27 anos e até os 24 anos eu vivi um vida totalmente louca”, conta ela. “Eu fui crescendo muito louca, eu morava com meus avós e desde pequena eu já estava muito louca. Eu fui molestada com cinco anos e desde então eu vivi na loucura”.

“Eu cresci com o sexo na cabeça, eu achava aquilo muito normal. Com 14 anos, não satisfeita em ficar com garotos eu comecei a sair com garotas”, relata.

Além de se envolver no homossexualismo, Priscila também se envolveu com drogas. Até que um dia, cansada de sua vida de baladas, mulheres e drogas, ela teve uma conversa com Deus e passou a frequentar as reuniões do “Impacto” um projeto da Igreja Batista da Lagoinha.

Assista:
[youtube code=”QCOuKR6bPPc”]
[youtube code=”9O1-slZYFP0″]

Publicidade