Siga-nos!

israel

Vídeo mostra estudantes palestinos “executando” judeus em escola

Apesar do conteúdo questionável da peça teatral, multidão aplaude apresentação dos atores estudantes, que agitavam bandeiras palestinas.

em

Estudantes palestinos encenam execução de judeus (Foto: Reprodução/Twitter)

Imagens de vídeo mostraram estudantes interpretando palestinos apontando armas para alunos vestidos de judeus religiosos, em teatro escolar na Palestina.

De acordo com  Times Of Israel, o incidente provocou indignação por conta de seu conteúdo no mínimo questionável.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A peça teatral que os alunos encenavam, foi realizada no colégio Anata High School, que fica em Jerusalém Oriental.

A cena mostra estudantes vestidos como pistoleiros armados contra judeus religiosos interpretados também por alunos, que ficavam de joelhos e com os olhos vendados.

O vídeo da peça teve recorde de visualização, após ser enviado para o TikTok.

É possível ouvir no vídeo a multidão aplaudindo durante a apresentação dos atores estudantes, que agitavam bandeiras palestinas, inclusive.

Itamar Ben Gvir, legislador israelense, disse que a atuação pode ser considerada uma incitação contra ele.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Argumentou também, que o estudante vestido com roupas religiosas, incluindo quipá branco, estava interpretando-o.

“Este é um novo nível de incitação contra mim. Estudantes ‘me tirando’ enquanto professores e alunos aplaudem do lado de fora. Este incitamento selvagem nas escolas não pode ser ignorado. Começa com incitação e pode terminar com assassinato. Aqueles que incitam e apoiam o terrorismo devem ser responsabilizados. Espero que a polícia tome medidas e pare os agitadores”, concluiu Itamar.

O Ministério da Educação condenou em relatórios o ocorrido, esclareceu também, que o colégio em controle da Autoridade Palestina.

“Após a publicação da escola de meninos em Anata educando sobre terrorismo e assassinato, o Ministério da Educação gostaria de esclarecer que a escola está sob total responsabilidade da Autoridade Palestina. O Ministério da Educação não está ligado à escola de forma alguma. Ao mesmo tempo, o ministério lamenta que a escola eduque seus alunos em valores de incitação, ódio e terrorismo, em vez de fornecer uma educação real. O ministério entregará os materiais aos órgãos competentes para uma análise mais aprofundada”, disse o ministério em comunicado oficial.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Segundo informações de relatórios do Órgão de Vigilância Israelense, os livros produzidos por agência de refugiados palestinos da ONU, contém incitação à violência e ódio contra Israel e judeus, mesmo depois de acordo para remover tal conteúdo.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending