Siga-nos!

Sociedade

Vereadores de Franca oram pedindo chuvas para São Paulo

O principal manancial da cidade está com 45% a menos de sua capacidade, a segunda fonte já diminuiu 65%

Avatar

em

A cidade de Franca é um dos 70 municípios de São Paulo que enfrenta o problema da falta d’água. O Rio Canoas, principal manancial da cidade, está com 45% a menos de sua capacidade enquanto que o Córrego Pouso Alegre perdeu 65%.

Nesta quarta-feira (15) 13 vereadores da cidade estiveram com o diretor da Sabesp, Rui Engracia, para entender se o racionamento anunciado é realmente preciso.

Leia mais...

Quando chegaram lá, os vereadores, liderados pelo vereador e pastor Otávio Pinheiro (PTB) resolveram orar pedindo a Deus que mande chuvas. “Fiquei muito assustado quando vi aquela situação, com o rio baixo e cheio de terra”, disse Pinheiro.

A Sabesp não assumiu oficialmente o racionamento em Franca, mas divulgou a lista com dezenas de bairros que tiveram corte de água. Segundo o jornal O Estado de São Paulo, todos os dias 27 caminhões-pipa buscam água em represas da região para completar os reservatórios.

“Oremos para que Deus mande chuva em nossa cidade e estado”, escreveu o vereador em sua página do Facebook. No texto ele narrou que ficou preocupado com o estado do Rio. “O volume de água está muito abaixo do necessário, lá tivemos a oportunidade de orar e pedir a Deus que mande chuva, para a nossa cidade, para o nosso estado e nosso país”.

A oração pedindo chuva foi um clamor de uma cidade que pode ficar sem água assim como outros municípios como é o caso de Itu onde os moradores já fizeram quatro protestos por ficarem quase 30 dias sem água nas torneiras.

Continue lendo