Siga-nos!

Educação

Valores conservadores serão priorizados pelo futuro Ministério da Educação

Vélez acredita que a dignidade de alunos, famílias e professores devem ser levados em conta

Publicado

em

Ricardo Vélez Rodríguez
Publicidade

Ricardo Vélez Rodríguez divulgou ontem (23), através da assessoria de transição do governo, que vai orientar sua gestão para preservar os valores da sociedade que ele classifica como “conservadora”.

Após criticar um “socialismo vácuo” na educação do país, disse que as atuais experiências estão passando por cima de valores tradicionais ligados à preservação da família e da moral humanista.

Um dia depois de ser indicado pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, o filósofo que foi classificado como intelectual criticou o que ele chama de “instrumentalização ideológica da educação”. Ele acredita que as escolas estão sendo usadas para fins políticos e partidários.

“Sim a uma educação que olha para as pessoas, preservando os seus valores e a sua liberdade”, escreveu em sua carta alinhada com a bancada evangélica. Ele também disse ter apoiado Bolsonaro por concordar com “uma nova forma de fazer política”.

Para ele, a legislação e a gestão da Educação devem ir ao encontro das expectativas da sociedade. “Devem levar em consideração primordialmente a dignidade das pessoas envolvidas, tanto os alunos quanto suas famílias, tanto os professores quanto os administradores”, cita.

Veléz afirma que é preciso colocar os diferentes níveis da educação em patamares que posicionem o Brasil em lugar de destaque no contexto internacional e mencionou a “desvalorização da figura dos professores, notadamente no Ensino Fundamental e Médio”.

Publicidade