Siga-nos!

Política

Hashtag no Twitter denuncia ações terroristas do Foro de São Paulo

Ditador da Venezuela disse essa semana que organização comunista está “cumprindo plano vitorioso”.

em

Lula e o ditador FIdel Castro (Foto: Divulgação / Instituto Lula)

Na noite desta segunda-feira (22), usuários do Twitter levantaram a hashtag #ForoDeSPTerrorista, que alcançou o “top trends”, assuntos mais comentados do microblog.

As mensagens faziam menção das incitações de violência em países da América Latina, como Chile e Uruguai, onde atos terroristas estão sendo apontados como “manifestação popular” por partidos de esquerda.

Os usuários do Twitter também fizeram questão de lembrar a ligação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores, com o Foro de São Paulo.

Lula é um dos criadores desta organização, juntamente com o ex-ditador de Cuba, Fidel Castro, cujo objetivo seria implantar o comunismo em toda a América Latina.

Através da hashtag, alguns fizeram críticas a imprensa, que durante anos teria escondido e até negado a existência do grupo.

O ministro da Educação, Arthur Weintraub, destacou que a internet livre possibilitou o esclarecimento sobre as ações do grupo, pois para ele “se dependesse só da mídia imunda já estaríamos escravizados”.

Usuários também destacaram a fala do ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, que afirmou que a organização comunista está “cumprindo o plano vitorioso”.

Internautas também criticaram a fala do senador petista, Humberto Costa, de Pernambuco, que afirmou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, está com seus dias contados.

No microblog, os usuários também classificaram a organização como terrorista e pediram que a Polícia Federal (PF) investigue as ações do grupo no Brasil.

Publicidade