Siga-nos!

Opinião

Universal e o seu talk show com demônios

Tem muita gente fazendo da Igreja um bom negócio

Maycson Rodrigues

em

Demônio da IURD
Demônio da IURD. (Foto: Reprodução / Youtube)

Já não é de hoje que a Igreja Universal (ou um de seus líderes) causa polêmica, devido a sua visão deturpada do evangelho. Chute na santa católica, acusação de que crentes de outras denominações são possuídos por demônios, além de toda a comercialização da fé, que é capaz de gerar lucros de dar inveja ao Jeff Bezos e o Bill Gates.

E agora, a polêmica da vez é uma “entrevista” peculiar com um demônio que saiu denunciando as “instituições possuídas” e sua influência direta em diversas denominações evangélicas – históricas ou não.

Menos da Universal.

Já seria hilário o bastante um demônio ter tanta voz num púlpito dito cristão; contudo, o que se vê é um espetáculo circense ridículo que exalta o Diabo num ambiente que professa o nome santo de Jesus Cristo, o mesmo que mandava os demônios ficarem quietos, pois estavam nitidamente debaixo de sua autoridade e poder.

Cristo cala a voz do inimigo na vida do oprimido, mas há quem queira dar voz ao mal, e usando um oprimido para isso.

Jesus chegou a conversar (se é que podemos chamar de conversa) com uma legião de demônios, no episódio do “endemoniado gadareno”. Sendo que nem neste registro do evangelho o vemos agir tão irresponsavelmente como o Bispo Formigoni agiu. Enquanto o inocente Bispo pediu ao demônio que “listasse as igrejas que ele lidera”, Jesus, no máximo, os deixou migrarem de um homem criado à sua imagem para uma vara de porcos.

Não há um registro nos Evangelhos, em Atos ou nas Cartas Apostólicas de Cristo ou seus discípulos batendo papo com espíritos malignos. Nem mesmo temos textos neotestamentários que embasam um verdadeiro crente em Jesus endemoniado; porém, infelizmente na igreja do Edir, Satanás não só aparece como é atração principal muitas vezes.

Sabe por que Jesus permitiu que os demônios que estavam no gadareno fossem para os porcos? Porque, para Jesus, um homem vale mais do que muitos animais – mesmo que o vegano passe mal ao ler isso. A verdade da Escritura não pode ser adaptada ao capricho do incrédulo. Enfim, voltemos a falar de mais um episódio patético “universal”.

Quem tem mais problema? O que possui um demônio que o faz gritar, se estrebuchar no chão e tirar-lhe a consciência ou aquele que Satanás entra e o faz vender Jesus por 30 moedas de prata?

Tem muita gente fazendo da Igreja um bom negócio. Tem muita gente que odeia Jesus, mas que o usa para ganhar dinheiro. Tem gente que não conhece Cristo, mas fala em nome dele para alcançar um nível maior de conforto e sucesso pessoal. Satanás usa a mente e o coração destes para militarem pela divisão nas igrejas e causar escândalos e mais escândalos.

Para estes, há o cumprimento de um “Ai” de Deus a caminho. Espero que possam se arrepender a tempo.

Casado com Ana Talita, seminarista e colunista no site Gospel Prime. É pregador do evangelho, palestrante para família e casais, compositor, escritor, músico, serve no ministério dos adolescentes e dos homens da Betânia Igreja Batista (Sulacap - RJ) e no ministério paraeclesiástico chamado Entre Jovens. Em 2016, publicou um livro intitulado “Aos maridos: princípios do casamento para quem deseja ouvir”.

Publicidade