Siga-nos!

Opinião

Uma igreja relevante: servindo a Deus através da capelania

Três atuações de capelania muito importantes para o país: em presídios, com dependentes químicos e em desastres.

Antonio Carlos Junior

em

As atividades de capelania são desenvolvidas a partir do amor cristão, da “imagem de Deus” (Imago Dei) estampada desde Gênesis 1.26.

Nessa semana o amigo Davi Lago citou nossa pesquisa de doutorado no programa Opinião Nacional, da TV Cultura.

A partir disso vamos falar sobre três atuações de capelania muito importantes para o país: em presídios, com dependentes químicos e em desastres.

Nos cárceres 90% dos trabalhos religiosos são desenvolvidos por igrejas evangélicas. Apesar de nas prisões existirem homossexuais e outras minorias, o movimento LGBT não está ali. Por quê? Porque prisão na dá IBOPE. São as igrejas as responsáveis pelas centelhas de ressocialização que acontecem ali.

No combate às drogas temos o belíssimo trabalho das Cristolândias, cuidando dos dependentes químicos, restaurando laços familiares…

Ainda, a ação das igrejas em desastres é primordial. Na tragédia de Brumadinho foi a Convenção Batistas Mineira, através de várias igrejas, que possibilitou a lavagem das roupas dos bombeiros. Essa ação repercutiu em todo o país.

Nessas horas não vemos nem um suspiro – que dirá um grito – pelo Estado laico.

Os trabalhos de capelania são muito importantes para o país. Te incentivo a perseverar nesse labor, servindo a Deus e ao próximo.

Antonio Carlos da Rosa Silva Junior é Doutor e Mestre em Ciência da Religião (UFJF), Especialista em Ciências Penais (UNISUL) e em Direito e Relações Familiares (UNIVERSO), e Bacharel em Direito (UFJF) e em Teologia (CESUMAR). Autor de quase uma dezena de livros que abordam as inúmeras relações entre o Direito e a Religião, ou as diversas áreas de capelania.

Publicidade