Siga-nos!

cosmovisão

Um cristão pode fazer ou deve recomendar “meditação oriental”?

A meditação cristã é completamente diferente da meditação mística oriental.

em

Meditar
Meditação (Foto: Direitos Reservados/Deposiphotos)

Paz, amados leitores do Gospel Prime. Você já se perguntou se um cristão pode fazer ou deve recomendar “meditação oriental”?

Bom, um cristão deve sim meditar; mas a meditação cristã é completamente diferente da meditação mística oriental. A meditação oriental mira em esvaziar a mente; ao passo que a meditação cristã tem como objetivo o exato oposto da meditação oriental: preencher a mente com Deus, através a Palavra dele.

A meditação que o cristão deve praticar se baseia na Bíblia. Josué 1:8 diz claramente: “Não se aparte da tua boca o livro desta Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque, então, farás prosperar o teu caminho e, então, prudentemente te conduzirás”.

A meditação mística oriental se baseia em práticas hindus e budistas. Na meditação oriental, a pessoa procura esvaziar completamente a mente, anulando sua individualidade como ser. Isso porque a meditação oriental alega ter o poder de conectar a pessoa ao “universo”, libertando a pessoa de todos os seus conflitos existenciais, ansiedades e desequilíbrios emocionais.

A meditação oriental é muito perigosa e pecaminosa porque se baseia em auto-egano. Ao abrir a mente totalmente para “o universo”, a pessoa arrisca se abrir, na verdade, para a influência de espíritos caídos (demônios). O diabo é o pai da mentira (João 8:44). Além disso, a meditação oriental é totalmente centrada na auto-realização, sem a ajuda de Deus.

A meditação bíblica não esvazia a mente, mas sim, a redireciona para o que é verdadeiro, puro, eterno, de bom proveito e realmente importante, afastando as distrações. A meditação na Palavra permite a influência do Espírito Santo capacitando o cristão a aprender mais sobre Deus e como glorifica-lo fazendo a sua vontade.

Enfim, a única meditação a que um cristão deve recorrer é a meditação na Palavra de Deus: meditação individual na Palavra, um discipulado mediado por um conselheiro cristão maduro, o aprofundamento do conhecimento da Palavra através de pregações vivenciadas no seio de uma igreja (comunidade cristã), e grupos de estudo bíblico.

Ninguém menos que Jesus nos motiva a meditar da Palavra dele. Ele diz: “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam” (Jo 5:39).

Medite na Palavra!

Deus te abençoe muitíssimo.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Bacharel em teologia pela Faculdade Teológica e Apologética Dr. Walter Martin e mestrando em teologia ministerial pela Carolina University - Winston-Salem/NC/EUA. Pastor sênior da Igreja Batista Candelária em Candeias, PE, desde 2016. Escritor - autor do livro: Endireita-te com Deus - 7 Passos para uma Vida Emocional e Espiritual Plena. Casado com Shirley Costa, e pai do João Gabriel.

Trending