Siga-nos!

Internacional

Turquia mantém “reféns” 50 bombas nucleares dos EUA

Bombas da época da Guerra Fria estariam localizadas perto da fronteira com a Síria.

em

Exército dos EUA na Síria
Exército dos EUA na Síria. (Foto: AFP)

Ao menos 50 bombas nucleares dos Estados Unidos (EUA) estão sendo mantidas “reféns” na Base Aérea de Incirlik, na Turquia, onde eram mantidas pela força aérea americana.

Desde o início das ofensivas de Ancara contra o norte da Síria as bombas norte-americanas ficaram detidas no país, segundo um relatório.

Visto por muitos como um ditador, Recep Erdogan estaria mantendo as armas “reféns” em seu país, segundo disse autoridade do alto escalão ao The New York Times.

As bombas B61, da época da Guerra Fria, estariam localizadas a 160 a 250 km da fronteira com a Síria, sendo que diplomatas turco teriam afirmado que havendo o deslocamento das bombas o país passará a desenvolver as suas próprias.

“Os possíveis problemas foram discutidos há mais de uma década”, disse o ex-funcionário. “E agora finalmente chegamos a um ponto em que esse é um problema que não podemos mais ignorar”.

Erdogan também já havia expressado o desejo de aumentar o arsenal nuclear da Turquia, afirmando que não aceita o fato de outras nações terem ogivas nucleares e seu país não poder ter.

“Algumas nações têm mísseis com ogivas nucleares – não apenas uma ou duas. Mas [eles dizem] eu não deveria ter mísseis com ogivas nucleares. Não aceito isso”, disse Erdogan no mês passado, segundo a Agência Anadolu, estatal.

 

 

Publicidade