Siga-nos!

pastoral

Tony Evans adverte que os EUA enfrentam o julgamento de Deus

Pastor americano advertiu sobre a necessidade de reconciliação no país.

em

Tony Evans
Tony Evans (Foto: Reprodução/YouTube)

Para o fundador e presidente da The Urban Alternative, de 72 anos, o pastor Tony Evans, as questões morais e sociais estão piorando nos Estados Unidos porque os cristãos estão se tornando mais “culturais” do que “bíblicos”.

De acordo com o autor de best-sellers, o país está enfrentando o julgamento de Deus como resultado do distanciamento dos cristãos com a Bíblia, sendo influenciados pela cultura do mundo, o que tem permitido a apostasia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Temos sido mais cristãos culturais do que cristãos bíblicos”, Evans, pastor sênior da Oak Cliff Bible Fellowship em Dallas, Texas, disse ao The Christian Post em uma entrevista.

Tendo sido o primeiro afro-americano a obter um doutorado em teologia pelo Seminário Teológico de Dallas, ele possui mais de 125 livros, folhetos e estudos bíblicos publicados.

“Nossa identidade deve estar enraizada na Imago Dei, à imagem de Deus. Mas ficamos tão arraigados no pensamento da cultura, que acabamos sendo periquitos do que a sociedade está dizendo, em vez de assumir uma postura sólida, amorosa, mas clara sobre o que Deus está dizendo”, continuou ele.

Em seu livro Oneness Embraced: A Kingdom Approach to Race, Reconciliation, and Justice, que aborda questões de divisão racial sob uma perspectiva do Reino de Deus, ele lembra que o Criador identifica a pessoas como portadoras da Sua imagem.

“Do ventre ao túmulo, Deus identifica a pessoa como portadora da imagem de Deus, tanto que Tiago 3:9 diz que você não pode nem amaldiçoar uma pessoa porque ela é criada à imagem de Deus”, disse ele.

“A dignidade de cada ser humano deve ser mantida no mais alto padrão, a menos que você insulte a Deus. E quando você entende isso, é assim que Deus nos fez e é assim que ele quer que nos relacionemos, Deus não é daltônico, Ele simplesmente não é daltônico. Ele reconhece e criou as singularidades das culturas em que nascemos e as etnias, mas Ele nunca quer que isso seja o fator decisivo para a tomada de decisões em nossas vidas”, disse.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Idolatria

Além disso, ele destacou que elevar qualquer coisa, identidade, raça ou lealdade nacional, acima do Cristianismo “é idolatria” e “sempre que essa lealdade nacional faz com que você tenha perspectivas não-cristãs, sob a bandeira, então o que você fez foi criar um ídolo nacional que Deus deve resistir, rejeitar e julgar”.

“Acho que uma das coisas que estamos enfrentando agora é o julgamento sobre a América porque o fracasso da Igreja em ser o povo de Deus que representa Seu Reino mais do que nós representamos a nação”, disse o pastor.

Ele disse que o julgamento de Deus está acontecendo, como evidenciado pelos conflitos que parecem intermináveis nos últimos anos, citando 2 Crônicas 15:3-6, onde cita que uma nação estava sendo esmagada por outra e uma cidade por outra porque Deus os atormentava. Ele também citou Romanos 1, que fala de Deus removendo-se daqueles que se afastam dEle.

“O que estamos vendo agora é conflito, e o conflito é o julgamento porque Deus foi removido e a idolatria da cultura, nacionalismo e raça substituiu a primazia de Deus em nossas vidas”, disse Evans. “Ele está permitindo um conflito até que fique tão ruim que nós acordamos e olhamos para cima.”

Ele explicou que sempre que Deus vê desunião, “Ele se mantém afastado porque Ele não pode ser Ele mesmo por causa de Sua natureza unificada”.

A resposta, disse Evans, é reconciliação e unidade, e isso é algo que a Igreja precisa desesperadamente. Ele encorajou os cristãos a agir como “construtores de pontes” e promover relacionamentos com aqueles que atravessam as linhas raciais e culturais “sem comprometer os fundamentos da fé”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Do trono de Deus vem a reta justiça. A justiça é o padrão de certo e errado que é estabelecido por Deus. A justiça é a aplicação equitativa da lei moral de Deus aplicada na sociedade. Assim, uma é a obediência vertical e a outra é um relacionamento horizontal. E sempre que você tem a vertical e a horizontal, você pode ter a cruz.” Evans argumentou.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending