Siga-nos!

Opinião

Tome posse do seu milagre

Referência Lucas 1.5-20

Avatar

em

Eram tempos difíceis para a nação de Israel. O povo não recebia qualquer palavra profética de Deus havia 400 anos, desde que Malaquias havia prometido a vinda de Elias (Ml 4:5, 6). Os líderes espirituais estavam presos à tradição e, em alguns casos, também à corrupção.

O Rei Herodes, o Grande, era um tirano, cruel, corrupto, déspota, sanguinário. Tinha nove (ou, de acordo com alguns, dez) esposas. A edificação do templo de Herodes começou 19 a.C, sendo uma tentativa de reconciliar os judeus com seu rei Idumeu, em lugar de procurar glorificar a Deus.

Grande cuidado foi tomado para reverenciar a área sagrada durante a obra, chegando ao extremo de serem treinados mil sacerdotes como pedreiros para edificarem o santuário, vindo a terminar a estrutura principal em 9 a.C. O plano do santuário era uma cópia do templo de Salomão. Uma cortina dividia o santo lugar do santuário do santo dos santos (o véu Mt 27.51/ Mc 15.38).

Um sacerdote fiel (vv. 5-7)

Zacarias significa (“Jeová se lembrou”), pertencia à linhagem sacerdotal. Todo descendente direto de Arão era automaticamente sacerdote. Os sacerdotes eram divididos em 24 turnos (1 Cr 24), e cada sacerdote servia no templo duas semanas por ano. Apenas na Páscoa, no Pentecostes e na Festa dos Tabernáculos serviam todos juntos. Zacarias, pertencia à seção do Abias.

Os sacerdotes que amavam seu trabalho esperavam ansiosos acima de todas as coisas essa semana de serviço; era a tarefa suprema de suas vidas: Havia cerca de vinte mil sacerdotes e, portanto, havia quase mil em cada seção. De modo que dentro delas as tarefas se realizavam em grupos. Faziam-se sacrifícios em nome de toda a nação todas as manhãs e todas as tardes: oferecia-se um cordeiro macho, de um ano de idade, sem mancha nem defeito, junto com uma oferenda de farinha, azeite e vinho.

Antes do sacrifício da manhã e depois do da tarde se queimava incenso. Era muito possível que muitos sacerdotes não tiveram o privilégio de queimar incenso em toda sua vida; mas quando isso acontecia, esse era o dia mais grandioso de todos, o dia tão desejado e sonhado. Neste dia a sorte caiu sobre Zacarias e certamente devia estar emocionado até o mais íntimo.

Um sacerdote receoso (vv. 8-17).

Em seu turno de serviço no templo, cada sacerdote tirava a sorte para determinar que ministério realizaria, e Zacarias foi escolhido para oferecer incenso no santuário. Tratava-se de uma grande honra, permitida a um sacerdote apenas uma vez na vida. O incenso era oferecido diariamente antes do sacrifico matinal e depois do sacrifício vespertino, às 3 horas da tarde. É bem provável que Zacarias tenha ficado encarregado de oferecer o incenso no período da tarde.

Quando Gabriel apareceu junto ao altar, Zacarias encheu-se de temor, pois a aparição de um anjo significava julgamento divino. Podemos imaginar como Zacarias ficou empolgado ao ouvir que ele e Isabel teriam um filho! Mas ao invés de se alegrar, a incredulidade apoderou-se dele. Gabriel instruiu Zacarias a chamar seu filho de João (“O Senhor é gracioso”) e a consagrar o menino a Deus como nazireu por toda a sua vida (Nm 6:1-21). A criança receberia o Espírito Santo antes de nascer (Lc 1:41) e seria um profeta de Deus, apresentando seu Filho ao povo de Israel (ver Jo 1:15-34). Conforme Isaías havia prometido, Deus usaria o ministério de João para conduzir muitas pessoas ao Senhor (Is 40:1-5).

Um sacerdote incrédulo (vv. 18-22).

Seria de se imaginar que a presença de um anjo e a proclamação da Palavra de Deus fortaleceriam a fé de Zacarias, mas não foi o que aconteceu. Em vez de olhar para Deus pela fé, o sacerdote olhou para si mesmo e sua esposa e resolveu que o nascimento de um filho era um acontecimento impossível para eles.

Desejava alguma garantia além da palavra de Gabriel – o mensageiro de Deus – possivelmente, um sinal do Senhor. Claro que se tratou de incredulidade, e isso é algo inaceitável para Deus. Na verdade, Zacarias questionava a capacidade de Deus de cumprir sua Palavra! Será que havia se esquecido do que Deus havia feito por Abraão e Sara (Gn 18:9-15; Rm 4:18-25)? Achava que suas limitações físicas seriam um empecilho para o Deus Todo-Poderoso? Porém, antes de criticar Zacarias com excessiva severidade, devemos examinar nossa vida e ver quão forte é nossa fé.

A fé é abençoada, e a incredulidade é julgada. Deus deixou Zacarias mudo até que a Palavra se cumprisse. “Eu cri; por isso, é que falei” (2 Co 4:13). Zacarias não creu e, portanto, não pôde falar. Quando deixou o santuário, não pôde dar ao povo a bênção sacerdotal (Nm 6:22-27) nem lhes dizer o que havia visto. Sem dúvida, Deus lhe deu um “sinal” extremamente pessoal com o qual teria de conviver pelos próximos nove meses.

Um sacerdote favorecido (vv. 23-25).

Deve ter sido difícil para Zacarias completar sua semana de ministério, não apenas por causa de sua deficiência física temporária, mas também por causa de sua empolgação. Mal podia esperar para voltar à “região montanhosa” (Lc 1:39) onde vivia e contar as boas-novas à sua esposa. Deus cumpriu sua promessa, e, mesmo em sua velhice, Isabel concebeu. “Coisa alguma [Senhor] te é demasiadamente maravilhosa” (Jr 32:17). Não apenas teria um filho, mas o nascimento dessa criança seria prova de que o Messias estava chegando! Sem dúvida, foram dias de muita emoção!

Concluo que: 

a) Os dias de Herodes eram maus, mas em meio à crise e apostasia Deus sempre se manifesta aos seus servos fieis e remanescentes.

b) Zacarias era justo e irrepreensível diante de Deus, mas isso não o impediu de experimentar provações na sua vida.

c) Zacarias estava desenvolvendo o seu trabalho para Deus e foi surpreendido pelo Senhor. Assim Deus vai fazer na sua vida.

d) O anjo do Senhor chamou Zacarias pelo seu nome. Zacarias era conhecido no céu e de Deus. Você também é conhecido no céu, os anjos sabem quem você é. Alegra o teu coração.

e) A oração de Zacarias foi ouvida. Ele já era avançado em idade, mas Deus ouviu o seu clamor e atendeu-lhe. Deus vai te atender do mesmo modo.

f) Ao invés de crer e tomar posse, Zacarias foi incrédulo. Você tem sido incrédulo quanto às promessas de Deus na sua vida? Ou você tem exercido a sua fé?

g) Apesar da incredulidade de Zacarias, Deus teve misericórdia e lhe concedeu um filho que preparou o caminho para a chegada do nosso Salvador, Jesus Cristo, o qual nascido de mulher, ninguém foi maior do que ele.

h) João Batista nasceu e Zacarias e sua esposa Isabel não foram mais opróbios diante dos homens. Deus vai transformar a tua vergonha em um verdadeiro milagre.

i) Tome posse do seu milagre hoje. Deus não enviou um anjo, mas um profeta para profetizar e trazer uma palavra revelada para a sua vida.

Oremos. Que nós possamos tomar posse do nosso milagre.

Em Cristo,

Publicidade