Siga-nos!

Política

“Temos que destruir o governo Bolsonaro”, diz Marcelo Freixo

Socialista afirmou que Bolsonaro é “esgoto” do sistema político.

Michael Caceres

em

Marcelo Freixo. (Foto: Reprodução / Youtube)

A união dos partidos de esquerda em prol de um plano de poder ficou evidente em evento de comemoração dos 40 anos do Partido dos Trabalhadores (PT), neste domingo (9).

Ao participar do evento, Marcelo Freixo (PSOL-RJ) criticou o presidente Jair Bolsonaro e foi ovacionado ao afirmar que a esquerda não deve apenas resistir, mas precisa “destruir o governo Bolsonaro”.

“Temos que destruir o governo Bolsonaro. Resistir é ganhar tempo. Precisamos de algo mais que resistir”, afirmou.

No discurso mais aplaudido do debate que reúne os presidentes e representantes de partidos de esquerda, o socialista classificou o presidente Jair Bolsonaro como “esgoto” do sistema político e criticou o ministro da Educação.

Diante de uma militância de quase 2 mil petistas, Freixo ainda ouviu gritos de “prefeito, prefeito!”, como se estivesse diante de correligionários. Mostrando a união em torno do Socialismo, algo que já era evidente durante os governos petistas.

Assim como o PT, o Partido Socialismo e Liberdade vem tentando uma aproximação com os evangélicos, acreditando ser capaz de atrair este eleitorado para apoiar a militância do partido.

Ao avaliar a vitória de Bolsonaro, Freixo afirma que ele não venceu por ser antipetista, mas por ser um candidato que se apresentou como antissistema.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE