Siga-nos!

Mundo Cristão

Anúncio das Casas Bahia é mais ético que telepastores, escreve Gondim

Ele compara igrejas com empresas de eletrodomésticos que anunciam durante o horário nobre da TV aberta

Avatar

em

Em um novo artigo, o pastor Ricardo Gondim comparou os programas religiosos da TV aberta com os comerciais de empresas de eletrodomésticos que oferecem produtos com muitos juros embutidos.

A comparação se dá pelos pedidos de ofertas, constantes nesses programas. “Infelizmente, o preço do produto religioso — o milagre — também não é explicitado”, diz o pastor. Gondim lembra que ao contrário dos comerciais que mostram as parcelas a serem pagas pelos produtos, os religiosos da TV não comentam que os milagres mostrados são “vendidos”.

“As letrinhas, que não aparecem na parte de baixo do vídeo, caso fossem reguladas pelo conselho nacional de propaganda, teriam que deixar claro, por mais “ungido” que for o missionário, que em nenhuma dessas igrejas televisivas o milagre é gratuito ou instantâneo.”

A crítica é direcionada aos programas da Igreja Internacional da Graça de Deus, Igreja Universal do Reino de Deus e Igreja Mundial do Poder de Deus que possuem programas no horário da noite.

Ricardo Gondim que faz questão de se afastar cada vez mais do segmento evangélico escreve que os interessados em receber esses milagres precisam seguir à risca os ensinamentos dos telepastores, o que envolve participar de vários cultos e contribuir financeiramente.

“Um deslize mínimo, um pecadilho qualquer, impede o Todo Poderoso de concretizar a maravilha. E ainda tem a falta de fé como critério inegociável”.

A comparação entre os pregadores da TV e das rádios continua chamando tais igrejas de “igrejas-empresas”. “Lojas de eletrodoméstico vendem eletrodoméstico, óbvio. Igrejas evangélicas comercializam a esperança.”

Confira o artigo na íntegra aqui.

Publicidade