Siga-nos!

Mundo Cristão

“Tatuagem não é pecado, mas pode carregar significado pecaminoso”, diz pastor

“Você é livre para tatuar se você for livre para não tatuar”, afirma Anderson Silva.

Avatar

em

Pastor Anderson Silva. (Foto: Reprodução / Facebook)

Ainda hoje a questão sobre tatuagem gera um verdadeiro debate entre as igrejas evangélicas. Há denominações que proíbem o uso delas, outras liberam dizendo que não há base bíblica para condenar o ato.

O pastor Anderson Silva gravou um vídeo para explicar o que ele pensa sobre este tema, mostrando uma visão que leva ao interessado em fazer tatuagem refletir antes para não errar.

“Com o passar dos anos eu aprendi a resignificar essa pergunta ajudando as pessoas a terem a seguinte reflexão: O objeto em si não, a tatuagem não é pecado. A gente não tem nenhuma base bíblica que demonize ou proíba, assim como não temos base bíblica que permita”.

A questão levantada pelo pastor  é: qual o motivo da tatuagem, o que está levando a pessoa a desejar fazer um desenho em sua pele?

“A tatuagem pode não ser [pecado], mas o tatuar pode carregar algo de pecaminoso como ira, insubmissão, revolta, falta de identidade… É como o apóstolo Paulo falou aos Coríntios: ‘Eu posso tudo, mas nem tudo me convém'”, disse o pastor citando I Cor. 6:12.

“Geralmente eu questiono a motivação dos irmãos fazendo uma pergunta de longo prazo”, declarou ele que tem muitas tatuagens pelo corpo e também no rosto. Entre as perguntas que ele faz aos seus fiéis que o questionam sobre o assunto estão: onde você vai estar daqui dez anos, casado com quem, trabalhando no que? Em qual contexto social estará inserido?

Silva diz que faz com que a pessoa busque respostas para que sua decisão não tenha motivações que estejam contrárias ao Evangelho de Jesus.

“Você é livre para tatuar se você for livre para não tatuar”, conclui o pastor que reforça a importância de ter um motivo real para fazer a tatuagem, sem que venha se arrepender depois.

Assista:

Tatuagem!

Posted by Pastor Anderson Silva on Tuesday, August 6, 2019

Publicidade