Siga-nos!

mundo

Talibã decapita jogadora de vôlei da Seleção por não usar véu

Hakimi também era de origem Hazara, uma etnia que é historicamente perseguida pelo grupo terrorista.

em

Time seleção volei Talibã
Mahjabin Hakimi foi decapitada pelo Talibã. (Foto: Reprodução/Twitter)

A jogadora de vôlei Mahjabin Hakimi, que atuava na Seleção do Afeganistão, foi decapitada pelo grupo extremista Talibã, que tomou o poder do país em agosto deste ano depois das retiradas das tropas americanas.

Segundo o jornal Independent o assassinato ocorreu no início de outubro, no entanto só agora o treinador da equipe divulgou a ocorrência, sob o pseudônimo de Suraya Afzali, alegando que não pode revelar a tragédia antes por questões de segurança.

A família da jovem também disse que teve que se manter em silêncio porque temia represálias.

Crime brutal

O Talibã decapitou Hakimi por duas razões, a primeira porque ela jogou vôlei sem o hijab, véu que cobre o rosto das mulheres muçulmanas, e a segunda é por ser Hazara, ou seja, uma etnia de origem mongol historicamente perseguida pelo Talibã.

“Todas as jogadoras do time de vôlei e o resto das atletas femininas estão em uma situação ruim. Estão desesperadas e com medo. Elas foram forçadas a fugir e viver em lugares desconhecidos”, disse Afzali.

O treinador acrescentou que apenas duas jogadoras conseguiram fugir do país através de uma ajuda emergencial humanitária.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending