Siga-nos!

igreja perseguida

Supremo do Irã questiona acusação de ameaça nacional e liberta cristãos

Prisões de convertidos aos cristianismo são revisadas no Irã.

em

Supremo Tribunal do Irã
Supremo Tribunal do Irã (Foto: Reprodução/Wikimedia Commons)

Nove cristãos iranianos atualmente cumprindo cinco anos de prisão por envolvimentos em igrejas domésticas, foram liberados condicionalmente entre os dias 30 de dezembro e 1 de janeiro enquanto seu caso é revisado.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A liberação condicional veio após o veredicto de 3 de novembro da Suprema Corte Iraniana, que afirmou que o envolvimento em igrejas domésticas e pregar o cristianismo como a “Seita evangélica sionista”, não devem ser consideradas ações contra segurança nacional.

A Suprema Corte ordenou mais tarde uma revisão aos Tribunais Revolucionários de casos que caiam sob essa convicção. A decisão é um grande passo para os crentes da nação, apesar de não estabelecer um precedente oficial para todos cristãos acusados.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Antes do veredicto da Suprema Corte, dois cristãos iranianos convertidos, Babak Hosseinzadeh e Behnam Akhlaghi, divulgaram vídeos sobre uma curta licença da prisão questionando o governo iraniano sobre como eles devem continuar praticando sua fé após sua libertação.

O Irã reconhece apenas igrejas para cristãos de ascendência armênia e assíria, deixando os convertidos persas sem opção congregacional. Segundo ICC, o apelo #Place2Worship se concentrou na condenação de convertidos pelo Irã por sua participação em igrejas domésticas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending