Siga-nos!

Política

STF absolve Marco Feliciano do crime de estelionato

O pastor firmou contrato com o evento, mas acabou não comparecendo.

em

O deputado federal, Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), foi absolvido na ação penal movida contra ele na qual era acusado de estelionato. Feliciano estava sendo acusado de ter recebido 13,3 mil para participar de dois eventos no Rio Grande do Sul, mas acabou não comparecendo. A Procuradoria-Geral da República (PGR) já havia dado parecer favorável à absolvição do líder evangélico.

Em 2012, quatro anos depois do ocorrido, a juíza que cuida do caso condenou Marco Feliciano a pagar R$ 13 mil a Liane como devolução do cachê. O deputado realizou o pagamento, mas o caso não foi encerrado.

O deputado afirma ter resolvido tudo com Liane na época. “Nós conversamos com ela e perguntamos se poderíamos remarcar. A resposta foi que estava tudo ok. Aí, quando fomos remarcar, descobrimos que ela tinha entrado na Justiça cobrando uma fortuna da gente”, justifica.

O relator do processo, Ministro Ricardo Lewandowski, afirmou que não tinha como condenador o congressista. “Todos nós, professores, ficamos impossibilitados eventualmente de comparecer a compromissos agendados. É uma temeridade dar prosseguimento à ação penal desta natureza”, afirmou o ministro.

Os ministros entenderam que não havia um crime que se enquadrasse na situação, portanto, a ação deveria ser na área civil e não criminal. Com informações G1.

Publicidade