Siga-nos!

Internacional

Igreja de Westboro planeja protesto durante o funeral de Steve Jobs

Steve Jobs, fundador da Apple, morre aos 56 anos nos Estados Unidos

Neto Gregório

em

A organização religiosa que se autodenomina Igreja Batista de Westboro anunciou hoje que planeja fazer uma manifestação durante o funeral do fundador da Apple, Steve Jobs. A informação foi postada no Twitter pela filha do pastor Fred Phelps, Margie. É possível ver que, ironicamente, ela usou um aplicativo da Apple, o iPhone.

Ou seja, ao mesmo tempo que condenam Jobs ao inferno por ele “não ter  glorificado a Deus e ensinar o pecado” os membros da igreja usam um aparelho criado por ele.

A Igreja de Westboro ficou conhecida pelas manifestações públicas, onde seus membros fazem piquetes segurando placas com dizeres como “Deus odeia os gays”,  Deus te odeia”, “A América está condenada”, e “Você vai para o inferno.”

Eles viajam por todos os Estados Unidos protestando em funerais de celebridades e de  soldados americanos mortos na guerra. Sua mensagem é predominantemente sobre um Deus irado que odeia a humanidade e é responsável pela mortes dos soldados.

Mesmo sendo constantemente criticados e respondido a dezenas de processos, a Suprema Corte dos EUA confirmou seu direito de protestar, considerando isso um direito de livre expressão.

“(A igreja) Westboro vai fazer uma manifestação durante o funeral (de Jobs). Ele tinha uma plataforma imensa, não dava nenhuma glória a Deus e ensinava o pecado”, afirmou Margie na mensagem publicada no Twitter.

Steve Jobs

Morreu nesta quarta-feira (5) aos 56 anos, criador da Apple, maior empresa de capital aberto do mundo, do estúdio de animação Pixar e pai de produtos como o Macintosh, o iPod, o iPhone e o iPad.

Publicidade