Siga-nos!

Política

Sócio da Gol diz que Rodrigo Maia recebeu “benefícios financeiros”

Maia diz que não conhece o empresário e que vai dar explicações à Justiça com “a maior tranquilidade do mundo”

Avatar

Publicado

em

Rodrigo Maia
Rodrigo Maia. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Publicidade


O empresário Henrique Constantino, sócio da companhia aérea Gol, teve o acordo de delação premiada homologado pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília. O documento assinado pelo Ministério Público Federal, traz denúncias contra políticos que teriam recebido pagamento de propinas.

Entre os políticos citados está o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ) e o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA).

Publicidade

Leia mais...

De acordo com a Folha de SP, a delação tem dez anexos sobre fatos supostamente criminosos, em um deles se fala sobre o pagamento de propina a operadores e políticos do MDB para obter recursos da Caixa Econômica Federal e do fundo de investimentos do FGTS.

Em outro anexo o delator declarou que parlamentares ou ex-parlamentares receberam “benefícios financeiros” por meio da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas).

Publicidade

Além de Rodrigo Maia, quem teria se beneficiado desse esquema seriam: o senador Ciro Nogueira (PP-PI), o ex-ministro Bruno Araújo (PSDB-PE), o ex-senador Romero Jucá (MDB-RR) e os ex-deputados Marco Maia (PT-RS), Vicente Cândido (PT-SP), Edinho Araújo (MDB-SP) e Otávio Leite (PSDB-RJ).

As informações prestadas por Constantino na delação serão usadas no processo que o investiga sobre o pagamento de propina, já as investigações sobre os parlamentares que ainda possuem mandato serão enviadas ao Supremo Tribunal Federal.




Gosta do nosso conteúdo? Considere ajudar nosso ministério! Saiba mais em apoia.se/gospelprime


Comente!
Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Trending