Siga-nos!

estudos bíblicos

Entenda o significado e o propósito do holocausto na Bíblia

Estudo bíblico sobre a prática do holocausto, seu propósito e sua ligação com o sacrifício de Cristo.

em

Altar do Holocausto. (Foto: Reprodução)

O que era o holocausto, por que ele foi praticado pelos patriarcas, ordenado e regulamentado por Deus na Lei mosaica e de que modo ele aponta para o sacrifício substitutivo realizado pelo Salvador Jesus?

Estas perguntas são respondidas ao longo do estudo. Meditemos!

O holocausto, o sacrifício mais antigo

Etimologia da palavra

A palavra holocausto, no texto hebraico é olah (que significa “aquilo que sobe” – Gn 8.20; 22.2-13); no grego é holokautôma, cujo significado é “oferta totalmente queimada”. Diz respeito ao tipo de sacrifício em que animais puros eram oferecidos a Deus sobre o fogo, onde eram totalmente queimados (Lv 6.22; Dt 33.10).

O sacrifício do holocausto é definido na Bíblia como “de aroma agradável” (Lv 1.9Gn 8.21), que é um sinal da aceitação divina e é usada como metáfora no Novo Testamento para expressar como um sacrifício cristão (não mais com morte de animais) é aceitável a Deus (Ef 5.2; 4.18).

Origem da prática de holocaustos

Como destacado por Beckwith, “muitas vezes dá-se atenção ao fato de que, depois do primeiro casal ter cometido pecado, Deus o vestiu com peles de animais (Gn 3.21), ressaltando assim a ligação entre pecado e morte. Talvez a resposta certa quanto à origem do sacrifício seja que, ao vestir o casal dessa maneira marcante, Deus instituiu o sacrifício indiretamente, não diretamente. Se assim for, então Abel, homem de (Hb 11.4), viu nisso prova de que, ao trazer oferta a Deus, os pecadores deveriam do mesmo modo reconhecer a sua culpa, por meio da morte de um animal” [1].

Assim, embora seja fácil encontrar sacrifícios sendo realizados por povos pagãos contemporâneos aos patriarcas, inclusive sacrifício humano (o que Deus abominava!), é nas narrativas bíblicas que encontramos a verdadeira e pura origem dos holocaustos religiosos, e Abel, filho de Adão, teria sido a primeira pessoa a oferecer sacrifícios ao Senhor.

Sobre a prática do holocausto encontrada entre os antigos pagãos, “se trataria de uma daquelas ordenanças primitivas que os seres humanos carregaram consigo na sua dispersão pelo mundo [após o Dilúvio], alterando-a e, em certo sentido, distorcendo-a no processo” [2]. Ou seja, foi uma boa tradição, que remonta aos primeiros seres humanos a habitarem a terra e que expressavam louvor a Deus e necessidade de um sacrifício, mas que veio a ser corrompida pelo pecado e pelas vãs imaginações dos descrentes.

Causas e propósitos do holocausto

Tomemos nota destas três palavras que estão intimamente ligadas ao holocausto: pecado, culpa e expiação. O pecado do homem o tornou culpado diante de Deus e digno de morte (Gn 1.16,17; Rm 6.23); Deus, misericordioso e gracioso, proveu para o homem um sacrifício substituto, o sacrifício de um animal cujo sangue deveria ser derramado e cujo corpo deveria ser queimado sobre o fogo santo. Assim procedendo com fé, arrependimento e temor, o homem recebia de Deus a expiação de seu pecado, isto é, a eliminação da condenação e o afastamento da ira de Deus.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Páginas: 1 2 3

Casado, bacharel em teologia (Livre), evangelista da igreja Assembleia de Deus em Campina Grande-PB, administrador da página EBD Inteligente no Facebook e autor de quatro livros.

Trending