Siga-nos!

Internacional

Três seguidores do reverendo Moon ateiam fogo em si mesmos

Duas mulheres e um homem estão internados em estado grave por conta das queimaduras

em

Faltando poucos dias para o primeiro aniversário da morte de Sun Myung Moon, o Reverendo Moon, três membros da seita atearam fogo em seus próprios corpos e estão em estado grave.

O atentado aconteceu nesta quinta-feira (21) na sede da Igreja da Unificação, localizada a leste de Seul, na Coreia do Sul. Segundo a agência de notícias Yonhap, duas mulheres e um homem atearam fogo em si mesmos dentro da igreja e foram levados para o hospital.

Os feridos estão em estado grave e apresentam queimaduras graves em todo o corpo.

No próximo dia 3 completa um ano que o líder religioso morreu. O reverendo Moon tinha 92 anos e era conhecido mundialmente por se apresentar como o cumpridor do plano de Deus, já que Jesus Cristo não teria conseguido completá-lo.

Sun Myung Moon nasceu na Coreia do Norte e em 1954 criou a Igreja da Unificação, afirmando que recebera uma visita de Jesus lhe incumbido de terminar a obra por ele inacabada. Foi nessa visão que ele recebeu o dom para ser “o segundo messias’. A seita diz ter mais de três milhões de adeptos em 200 países. Com informações UOL.

Publicidade